A demissão de Ancelotti e a saudade de Guardiola

A demissão de Ancelotti e a saudade de Guardiola


Demitido após a derrota de 3 a 0 para o PSG, o técnico italiano Carlo Ancelotti foi uma imensa decepção no Bayern de Munique. Por mais que ele tenha ficado devendo em certos momentos no Milan, seu balanço terminou positivo no Rossonero. Mesmo no Chelsea, no PSG e no Real Madrid, onde também houve contestações, também vieram algumas taças, mas no Bayern, Ancelotti não obteve desempenho, resultados, e nem mesmo a boa gestão de vestiário, que era a sua maior virtude.

Logo após a demissão de Ancelotti, o extremo holandês Arjen Robben deu uma entrevista afirmando que seu filho tinha melhores treinadores do que Carlo Ancelotti na escola. Na bem da verdade, os resultados do italiano só não foram piores em Munique por conta da imposição da força do elenco na Bundesliga passada, somada à atuações e desequilíbrios gerados pelo trio formado pelo próprio Robben, Ribery e Lewandowski. As eliminações na Champions League e na Pokal Cup, para Real Madrid e Borussia Dortmund, respectivamente, mostraram um time com individualidades e muito esforço para reverter cenários desfavoráveis, mas nada muito mais que isto.

Outras estrelas do gigante bávaro como Muller, Lewandowski, Ribery e Hummels também não se davam bem com Ancelotti. Em campo, era visto que o treinador burocratizou toda a mecânica de jogo dos tempos de Guardiola, e o que é dito, é que seus métodos de treinamento pareciam ultrapassados perante os do espanhol. O Jogo de posição possessivo de  Guardiola, onde ter e ver os espaços e ocupá-los da melhor forma é a base do time. Mais do que um estilo de jogo, é uma filosofia de futebol. Se mesmo o Barcelona, casa de Guardiola, sentiu a saída de seu comandante após 2012, é natural que o Bayern também o sinta, assim como o Manchester City sentirá um dia.

O Bayern precisa agora de um sucessor de Guardiola que não siga necessariamente as mesmas ideias, mas seja capaz de implantar uma filosofia de jogo profunda, e convencer os atletas a seguir ela. Algo que não é fácil, em um elenco estrelado. Muito se fala sobre Julian Nagelsmann a partir da próxima temporada. Os desafios do jovem comandante seriam muitos, e serão descritos em um futuro post.



Imagem: Manchester City


Tecnologia do Blogger.