Guia da Liga Europa 2017-2018



A fase de grupos da Europa League 2017/18 começa neste dia 14 de setembro. A competição, que vem ganhando maior relevância a cada ano, especialmente após passar a dar uma vaga ao seu campeão para a Champions League, também tem ganho camisas pesadas na disputa. Mesmo que Manchester United, Chelsea, Sevilla, Porto e Atlético de Madrid, os clubes que já conquistaram a competição no atual formato, não estejam presentes desta vez, não dá para negar que há diversas atrações - e os mesmos ainda poderão aparecer aqui futuramente, já que os terceiros colocados dos oito grupos da Champions garantem um lugar diretamente no mata-mata da UEL.

Este ano, por exemplo, temos a presença de gigantes, como o Milan e o Arsenal. Mas ainda há agremiações tradicionais que podem ficar com a taça. Clubes espanhóis são muito fortes na Europa, e Real Sociedad, Athletic Bilbao e Villarreal, são os hispânicos da vez, que irão tentar manter a força espanhola neste certame. Ainda podem ser citados, como potenciais candidatos à taça, Everton, Lazio, Hoffenheim, Olimpique de Marselha, Lyon e Zenit, além do outsider Istambul Basaksheir, que conta com um elenco cheio de nomes conhecidos, já surpreendeu na Turquia na temporada passada, e por pouco não se classificou para a fase de grupos da Champions.

De certo modo, Milan e Arsenal foram sorteados em grupos tranquilos, onde não devem sofrer para garantir classificação. Contudo, há pelo menos duas chaves com três ou quatro times de qualidade técnica, o que deve deixar a competição interessante, embora a coisa só venha a embalar mesmo no mata-mata, que começa em fevereiro de 2018, com a presença de dois classificados de cada grupo, mais os terceiros colocados da Champions.


Confira abaixo, a análise das 12 chaves da Liga Europa.



Grupo A


Villarreal-ESP, Maccabi Tel Aviv-ISR, Astana-CAZ, Slavia Praga-TCH



O Villarreal, entre perdas e contratações na janela, se viu sem o técnico Marcelino García, o zagueiro Mateo Musacchio e o atacante Soldado. Contudo, se reforçou com alguns nomes interessantes, como o atacante colombiano Carlos Bacca, e é superior à Maccabi Tel-Aviv, Astana e Slavia Praga, mas deve tomar cuidado. Os tchecos também foram bem na janela, buscando contratações de relevância, enquanto os cazaques e os israelenses exigem viagens longas, e em casa, costumam ser perigosos.



Grupo B

Dynamo Kiev-UCR, Young Boys-SUI, Partizan-SER, Skënderbeu-ALB


O grupo B da Europa League 2017-2018, tem Dynamo Kiev e Young Boys como favoritos, embora o Skenderbeu venha atuando em bom nível na Europa, há duas temporadas, e o Partizan tenha tradição.



Grupo C


Braga-POR, Ludogorets-BUL, Hoffenheim-ALE, Istambul Basaksehir-TUR

Possivelmente o grupo D é o melhor grupo desta Liga Europa. O Hoffenheim acabou eliminado pelo Liverpool nos playoffs da Champions League, mas apresenta um ótimo padrão de jogo, orquestrado pelo jovem técnico Julian Nagelsmann. O Istanbul, foi eliminado pelo Sevilla nos playoffs da Champions, dando muito trabalho, vem  investindo bastante, e conta com rostos conhecidos, como Lens e Adebayor. O Braga e o Ludogorets apostam muito em contratações no mercado brasileiro, e cada um ao seu modo, também tem qualidade.

Na teoria, o Hoffenheim é o favorito do grupo, com o Braga, pela experiência européia, sendo o segundo contender, em um nível bem próximo do Istambul.


Grupo D


Milan-ITA, Austria Viena-AUT, Rijeka-CRO, AEK Atenas-GRE

O Milan larga como favorito no Grupo D, e dificilmente não vai se classificar para o mata-mata. Austria Viena e AEK Atenas aparecem um pouco atrás do Rijeka, atual campeão croata.



Grupo E


Lyon-FRA, Everton-ING, Atalanta-ITA, Apollon-CHP


O grupo E é ao lado do C, o mais forte desta Liga Europa. Lyon e Everton podem ser considerados candidatos ao título, contrataram com consistência na janela, mas buscam melhorar o seu padrão, contra uma Atalanta que perdeu nomes importantes da temporada passada, mas segue muito bem montada pelo técnico Gian Piero Gasperini. O Apollon aparece como o azarão.



Grupo F


Copenhague-DIN, Lokomotiv Moscou-RUS, Sheriff Tiraspol-MOL, Zlin-TCH

Uma chave que não apresenta muitas atrações, e tem o Lokomotiv, destaque no começo da Liga russa, como favorito. O Copenhage aparece como segunda força.



Grupo G


Viktoria Plzen-TCH, Steaua Bucareste-ROM, Hapoeel Be’er Sheva-ISR, Lugano-SUI


Outra chave sem grandes atrações, mas que tem o interessante projeto do Hapoeel Be'er Sheva, que surpreendeu a Internazionale na edição passada, e quase chegou aos grupos da Champions, caindo diante do Maribor nos playoffs. O projeto israelense merece uma vaga no mata-mata. O Steaua caiu diante do Sporting nos playoffs, e é o time de mais tradição, seguido de longe pelo Plzen.



Grupo H


Arsenal-ING, Bate Borisov-BEL, Colônia-ALE, Estrela Vermelha-SER


Mesmo com todos os problemas, o Arsenal não deve ter problemas para avançar de fase. As outras três equipes, devem lutar pela segunda vaga.



Grupo I


Red Bull Salzburg-AUT, Olympique de Marseille-FRA, Vitória de Guimarães-POR, Konyaspor-TUR


O Red Bull Salzburg perdeu relevância desde a ascensão do RB Leipzig, mas ainda assim parece ter condições de disputar uma vaga no mata-mata com os turcos do Konyaspor. O Marseille, com nomes como Payet, Thauvin, Ocampos, Luiz Gustavo, Sarr e N'Jie no elenco, é o favorito da chave, enquanto o Vitória de Guimarães, corre mais por fora.



Grupo J


Athletic Bilbao-ESP, Hertha Berlim-ALE, Zorya Luhansk-UCR, Östersund-SUE


O Athletic Bilbao é o favorito da chave J, e deve avançar ao lado do Hertha. O Zorya quase surpreendeu na temporada passada, então merece alguma atenção. Os suecos do Östersund, são de certo modo uma grande incógnita.


Grupo K


Lazio-ITA, Nice-FRA, Zulte Waregem-BEL, Vitesse-HOL


A Lazio perdeu seus dois principais jogadores, Biglia e Baldé na janela, e trouxe algumas peças de reposição, como Lucas Leiva e Nani. Na prática, o time se enfraqueceu, mas ainda é a segunda força deste grupo K, atrás do Nice, de Dante, Sneijder e Balotelli, que caiu diante do Napoli nos playoffs da Champions. Zulte Waregem e Vitesse podem apresentar alguma resistência, mas não é esperado que passem de fase.


Grupo L


Zenit-RUS, Real Sociedad-ESP, Rosenborg-NOR, Vardar-MAC


Com  muito investimento, e contratando nomes como Paredes, Kranevitter, Poloz, Driussi, Mammmana e Erokhin, o Zenit do técnico Roberto Mancini vem dominando a atual temporada da Liga russa, e é um dos grandes favoritos ao título desta Liga Europa. Apesar de algumas perdas na janela, a Real Sociedad tem tudo para ficar com a segunda vaga, deixando o Rosenborg e o Vardar correndo mais por fora.






Imagem: UEFA/Twitter
Tecnologia do Blogger.