Corinthians x Palmeiras: o dérbi paulista

Corinthians x Palmeiras: o dérbi paulista


Um clássico centenário, e que imprime uma das maiores rivalidades do futebol na América Latina, e no Brasil. Assim podemos definir a rivalidade que Corinthians e Palmeiras possuem. Um duelo centenário, que transcende a fronteira das quatro linhas, e invade vários campos da sociedade. 

Corinthians e Palmeiras fazem o "Derby" Paulistano. O nome foi dado pelo fato de esta ser a mais forte rivalidade da cidade mais populosa do Brasil. O irmão mais velho do dérbi é o Corinthians, que foi fundado em 1910. Alguns anos depois, surgiu o Palestra, fundado pela imensa comunidade italiana em São Paulo. Em 1942, durante a Segunda Guerra Mundial, as leis brasileiras passaram a proibir referências aos Países do eixo, obrigando o Palestra a mudar seu nome para Sociedade Esportiva Palmeiras.

O primeiro dérbi entre Corinthians e Palmeiras na história, aconteceu no dia 9 de maio de 1917, onde o Palestra venceu por 3 a 0, com um hat-trick do atacante Caetano. A primeira vitória do Corinthians se deu dois anos depois, em maio de 1919, também pelo placar de 3 a 0, com gols de Américo, Garcia e Roverso. A maior goleada do dérbi se deu em 1933, com um 8 a 0 do Palmeiras. As maiores goleadas do Corinthians se deram pelo placar de 5 a 1, em 1952 e 1982. Aos todo, já tivemos 354 dérbis oficiais, com muito equilíbrio. São 125 vitórias do Palmeiras, contra 122 triunfos do Corinthians, e 107 empates, além de mais de 900 gols marcados.

Em jogos internacionais, Corinthians e Palmeiras se encontraram duas vezes na Copa Libertadores. Primeiro, nas quartas-de-final em 1999, e depois, na semifinal em 2000. O Verdão avançou nas duas situações, ficando com o título em 1999, e o vice-campeonato do torneio em 2000, quando perdeu as finais para o Boca Juniors.

O maior artilheiro da história do dérbi é Cláudio, que marcou um total de 21 gols com a camisa do Corinthians, seguido pelo também alvinegro Baltazar com 20 gols. O maior artilheiro dos dérbis pelo lado palmeirense é Heitor, que marcou ao todo 14 gols nos duelos.
Tecnologia do Blogger.