Prévia da Temporada 2017/2018 da Premier League

Guia da Temporada 2017/2018 da Premier League



Prévia da Temporada 2017/2018 da Premier League



Começa nesta sexta-feira, dia 11 de agosto, a temporada 2017/2018 da Premier League. A partir das 15h45 (horário de Brasília), o Arsenal recebe o Leicester no Emirates Stadium, iniciando a 26ª edição daquela que é para muitos, a melhor liga do futebol mundial. Nesta temporada, o atual campeão Chelsea larga como favorito ao título, mas Manchester United, Manchester City, Liverpool, Arsenal e Tottenham também devem ser considerados para a conquista da taça, até por conta de todos, com exceção dos Spurs, terem se reforçado muito bem no mercado.


Os favoritos



O supracitado Chelsea de Antonio Conte vai tentar defender o título da Premier League, o que por si só, já é uma tarefa complicada. Além disto, desta vez, ao contrário da temporada passada, terá de saber lidar com a defesa do título nacional e a participação na Liga dos Campeões, acumulando ao menos quatro competições no calendário sempre lotado do futebol inglês, considerando também as copas nacionais. Além disto, os Blues, terão de começo um elenco mais fraco do que o da temporada anterior. Rudiger, bem mais jovem, deve somar com relação à John Terry, mas as saídas de Diego Costa e Matic, podem não ser bem supridas. Para os seus lugares, vieram Morata e Bakayoko, jogadores mais jovens, mas menos prontos. Contudo, a equipe é a mais pronta da Inglaterra, estando muito bem montada por Conte, o que ainda a faz muito forte.


O Manchester City foi quem mais e melhor contratou. Bernardo Silva, Ederson, Mendy, Kyle Walker, Danilo chegaram para somar ao melhor plantel da Premier League, e um dos melhores do futebol europeu, que será comandado por ninguém menos do que Pep Guardiola. Não tivesse que, ainda Pep encaixar os novos reforços, e remontar o time, consolidando ainda mais o seu modelo ideal, dava para dizer que o City seria o grande favorito ao título, mas não podemos desconsiderar, que o Chelsea está mais pronto. Ederson chegou para ser o goleiro que sabe jogar com os pés e com a linha de defesa alta. Sua capacidade de lançar bem, ajudarão o City a bater linhas de pressão, e ter espaços, com muita qualidade para trabalhar. Danilo e Walker tem mais juventude do que Zabaleta, e terão a companhia de Bernardo Silva, seja como interior, seja como extremo, seja no 3-5-2, seja no 4-1-4-1, pelo setor direito. Na esquerda, Mendy agrega muita qualidade, e Jesus e Aguero devem estar ainda mais afiados juntos no ataque, tendo De Bruyne, Silva e Yaya Touré por trás.


Os "Outsiders"



Mesmo sem grandes reforços, o Tottenham  segue como um dos mais fortes times ingleses. Mauricio Pochettino tem um time nas mãos, e o arma muito bem, tendo as condições para dominar um jogo com posse, mesmo em um cenário caótico, como ocorre por vezes na Premier League. Contudo, se tiver de trocar transições, os Spurs também tem capacidade.

O Manchester United de José Mourinho contratou Lukaku, Nemanja Matic e Lindelof, dando qualidade a um elenco que poderé ser melhor trabalhado, por um dos melhores gurus do futebol Mundial. Arsenal e Liverpool não são de começo favoritos, mas não podem ser descartados. O time de Klopp trouxe o lateral esquerdo Robertson (olho nele), e o extremo Salah, para fazer companhia à Firmino e Mané no ataque, e só começa agoniado por conta do interesse do Barcelona em Coutinho, que pode deixar o Anfield. Já o Arsenal vem com Lacazette, e um atacante que não tinha, faz alguns anos, além de ter mantido Sánchez e Ozil, por enquanto.

Ainda sonha com G-6, West Ham e Everton. Os Hammers, adquiriram mais experiência ao seu elenco, com as aquisições de Chicharito Hernandez, Arnautovic, Joe Hart e Zabaleta. Já o Everton, que sobrou na temporada passada dentre os times de fora do chamado Big Six, perdeu Lukaku, mas repatriou o experiente Wayne Rooney, contratou Michael Keane, e aguarda o Final da Janela, para saber se começa a temporada mais forte, ou não, do que era na temporada anterior.

O Watford, do técnico português Marco Silva, fez uma janela interessante, embora vá contar com um ataque mais leve do que os tradicionais dos times de seu comandante, com peças como Gray, e o Brasileiro Richarlyson, ex-Fluminense. O Leicester, campeão da Premier League em 2015/2016, enfim se estabiliza, e sem a participação na Champions, poderá se dedicar exclusivamente aos torneios ingleses.

Olho também no Bournemouth de Eddie Howe. O jovem treinador, com uma equipe abaixo do nível EPL joga um jogo de controle diferente do da maioria das equipes inglesas, que preferem a troca de transições.


Os recém-promovidos


O Brighton foi o primeiro clube a assegurar o acesso à elite inglesa, mas acabou ficando sem o título da Championship. O time vai jogar a Premier League pela primeira vez em sua história, e retorna a primeira divisão pela primos vez desde 1983. O Newcastle de Rafa Benítez também volta, com um bom elenco, e tentará se manter na elite sem sustos. Já o Huddersfield Town chegou na Premier League após vencer, nos pênaltis, o Reading nos playoffs da Championship. Também Irá jogar a EPL pela primeira vez em sua história.

Esses três clubes chegam para ocupar os lugares deixados por Sunderland, Middlesbrough e Hull City, que foram os rebaixados na Premir League passada..


Confira abaixo as negociações concluídas na Janela 2017/2018 pelos clubes da Premier League, até aqui:




Premier League


Arsenal: Sead Kolasinac (Schalke), Alexandre Lacazette (Lyon).

Bournemouth: Asmir Begovic (Chelsea), Nathan Aké (Chelsea), Jermain Defoe (Bournemouth).

Brighton and Hove Albion: Mathew Ryan (Valencia), Pascal Gross (Ingolstadt), Markus Suttner (Ingolstadt), Izzy Brown (Chelsea), Ales Mateju (Viktoria Plzen), Davy Pröpper (PSV).

Burnley: Charlie Taylor (Leeds), Jonathan Walters (Stoke), Jack Cork (Swansea), Phil Bardsley (Stoke).

Chelsea: Willy Caballero (Manchester City), Antonio Rüdiger (Roma), Álvaro Morata (Real Madrid), Tiémoué Bakayoko (Monaco)

Crystal Palace: Frank de Boer (treinador), Loftus-Cheek (Chelsea, empréstimo), Jairo Riedewald (Ajax), Martins Indi (Porto).

Everton: Jordan Pickford (Sunderland), Davy Klaassen (Ajax), Sandro Ramirez (Málaga), Michael Keane (Burnley), Wayne Rooney (Everton), Cuco Martina (Southampton).

Huddersfield: Laurent Depoitre (Porto), Aaron Mooy (Manchester City, compra definitiva), Jonas Lössl (Mainz), Tom Ince (Derby County), Danny Williams (Reading), Steve Mounié (Montpellier), Kasey Palmer (Chelsea), Zanka Jorgensen (Copenhague).

Leicester City:  Harry Maguire (Hull), Eldin Jakupović (Hull City), Vicente Iborra (Sevilla), Kelechi Iheanacho (Manchester City)

Liverpool: Dominik Solanke (Chelsea), Andrew Robertson (Hull City), e Mohamed Salah (Roma).

Manchester City: Bernardo Silva (Monaco), Ederson (Benfica), Benjamin Mendy (Monaco), Danilo (Real Madrid), Kyle Walker (Tottenham).

Manchester United: Nemanja Matic (Chelsea), Victor Lindelöf (Benfica), Romelu Lukaku (Everton).

Newcastle United: Christian Atsu (Chelsea, compra definitiva), Florian Lejeune (Eibar), Javier Manquillo (Atlético), Jacob Murphy (Norwich), Mikel Merino (Borussia Dortmund).

Southampton: Mauricio Pellegrino (Técnico), Jan Bednarek (Lech Poznan), Mario Lemina (Juventus),.

Stoke: Darren Fletcher (West Bromwich), Kurt Zouma (Chelsea, empréstimo).

Swansea: Erwin Mulder (Heerenveen), Tammy Abraham (Chelsea), Roque Mesa (UD Las Palmas).

Tottenham:

Watford: Richarlison (Fluminense), Marco Silva (técnico), Will Hughes (Derby County), Kiko Femenía (Alavés), Tom Cleverley (Everton), Daniel Bachmann (Stoke), Jorge Segura (Udinese), Nathan Chalobah (Chelsea), Andre Gray (Burnley).

West Brom: Jay Rodríguez (Southampton), Yuning Zhang (Vitesse), Ahmed Hegazy (Al Ahly).

West Ham: Pablo Zabaleta (Manchester City), Joe Hart (Manchester City), Marko Arnautovic (Stoke), Chicharito Hernandez (West Ham).


Premier League 2017-2018 - Ficha Técnica:


Começo: 11 de agosto
Final: 13 de maio

Atual campeão: Chelsea
Destaque no mercado: Manchester City


Tecnologia do Blogger.