Bayern é campeão da Supercopa da Alemanha



Com muitos desfalques e problemas, e sem uma atuação lá muito boa, o Bayern de Munique empatou em 2 a 2 com o Borussia Dortmund no tempo normal, e nas penalidades, se sagrou Campeão da Supercopa da Alemanha 2017. Um título que alivia um pouco a pressão sobre o time e Ancelotti. Os resultados na Champions Cup e na Audi Cup, não haviam sido nada bons, e há muitas desconfianças sobre o trabalho do técnico italiano, que passou não convenceu na primeira temporada na Allianz Arena.

Precisando de mais uma conquista, o Borussia Dortmund começou o jogo marcando mais à frente, procurando acelerar o ritmo e pressionar a saída de bola do Bayern. Assim, saiu o primeiro gol aurinegro no jogo. Rafinha recuou a bola para Javi Martínez na zaga. O espanhol bobeou, e perdeu para o extremo norte-americano Christian Pulisic, que bateu na saída de Ulreich, para a alegria da torcida no Signal Iduna Park.

Após sofrer o gol, o Bayern também adiantou-se um pouco em campo, tentando atrapalhar a saída de jogo do rival, mas procurava diminuir um pouco o ritmo da partida, tentando explorar os espaços atrás da linha defensiva do BVB, pelo setor esquerdo, onde Zaghadou, zagueiro improvisado na lateral, apresentava dificuldades. Assim, Rudy lançou Kimmich, atacando espaço pelo corredor direito. O lateral/extremo cruzou baixo para Lewandowski, que igualou tudo.



Kimmich trocava muito de posição com Tolisso, já que os dois ocupavam o lado direito de um Bayern que se fechava com duas linhas de quatro, deixando Muller e Lewandowski mais na frente. No segundo tempo, Peter Bosz colocou Sebastian Rode como interior no 4-3-3 do Borussia, no lugar de Dahoud, e melhorou a pressão no meio. O jogo se transformou, em uma intensa troca de transições, onde o Borussia Dortmund levou vantagem. Após o Bayern perder uma boa chance com Lewandowski, os aurinegros iniciaram contragolpe, onde Dembelé serviu com precisão Aubameyang atacando espaço. O gabonês deu uma cavadinha e recolou os aurinegros na frente do placar.

Quando a taça parecia ter tudo para ficar em Dortmund, no finalzinho do jogo, após um bate e rebate na área, originado após uma cobrança de falta na zona lateral direita, um gol contra voltou a igualar as coisas. A decisão foi para os pênaltis, onde a estrela do goleiro Ulreich brilhou. Ele defendeu as cobranças de Rode e Bartra, e garantiu mais uma taça no ano para o Bayern.
Tecnologia do Blogger.