Guia da Eurocopa feminina 2017: grupo A




Começando o Guia da Eurocopa 2017, o Portal Futebol Europeu traz uma análise do Grupo A da competição, que conta com a anfitriã Holanda, e as seleções nacionais de Noruega, Dinamarca e Bélgica.


Holanda

Miedema vai ocupar um lugar central para os holandeses |  Fonte: espn.com
Imagem: Fifa.com


A Holanda recebe a Eurocopa pela primeira vez na história, e vai em busca de uma boa campanha. Atual 12ª colocada no ranking da FIFA, a seleção, semifinalista da Euro de 2009, é treinada por Sarina Weigman, e conta com um elenco que mescla Juventude e experiência.

O principal destaque individual da equipe é a atacante Vivianne Miedema, que recentemente deixou o Bayern de Munique, para ir para o Arsenal. Atuando como extrema ou em zonas centrais, ela é uma das jogadoras mais perigosas da atualidade. Para alimentar Miedema, Wiegman contará com a meia do Arsenal, que em breve será sua companheira de clube, Daniëlle van de Donk,  além das atacantes Lieke Martens, do Rosengård, e  Shanice van de Sanden, do Liverpool. Na defesa, a principal aposta de um sistema defensivo que se mostra falho, é na goleira Sari van Veenendaal, do Arsenal.

O Grupo A é um grupo que se mostra difícil. Se quiser avançar, certamente a Holanda terá de evoluir com relação aos resultados recentes, embora o fator local sempre deva ser levado em consideração.


As convocadas:


Goleiras: Angela Christ (PSV Eindhoven), Loes Geurts (Paris Saint-Germain), Sari van Veenendaal (Arsenal).

Defensores:  Mandy van den Berg (Reading FC), Sheila van den Bulk (Djurgårdens IF), Kika van Es (Achilies '29), Stephanie van der Gragt (FC Bayern Munich), Dominique Janssen (Arsenal FC), Desiree van Lunteren ( AFC Ajax), Liza van der Most (AFC Ajax).

Meias:  Anouk Dekker (Montpellier HSC), Daniëlle van de Donk (Arsenal), Sisca Folkerstma (PSV Eindhoven), Jackie Groenen (1.FFC Frankfurt), Vanity Lewerissa (PSV Eindhoven), Jill Roord (FC Twente), Sherida Spitse (FC Twente), Kelly Zeeman (AFC Ajax).

Atacantes: Lineth Beerensteyn (Bayern de Munique), Renate Jansen (FC Twente), Lieke Martens (FC Rosengård), Vivianne Miedema (Arsenal FC), Shanice van de Sanden (Liverpool)


Noruega


As irmãs Hegerberg são a chave para as chances da Noruega |  Fonte: fifa.com
Imagem: Fifa.com

A Noruega teve uma recente troca de comando. Martin Sjögren assumiu o comando técnico da equipe, logo após conquistar o título sueco com o Linköping. A seleção norueguesa vai para a sua 11º participação na Euro feminina, já tendo conquistado o título em duas ocasiões: 1987 e 1993. Atualmente, é a 11º colocada do Ranking da FIFA. A equipe se qualificou para a Euro sendo a campeã do Grupo 8 das Eliminatórias, somando sete vitórias e um empate no decorrer da campanha.

O grande destaque individual da seleção norueguesa, é a centroavante Ada Hegerberg. A jogadora é considerada por muitos, a melhor futebolista do planeta, e vem de duas conquistas de tríplice coroa nas últimas duas temporadas. Andrine Hegerberg,  meia do  Birmingham, deve ser a principal peça do setor central, que nas eliminatórias, se mostrou carente na criação. Pelo lado, a extremo do Wolfsburg Caroline Graham Hansen, é uma das principais revelações recentes do futebol europeu, e pode ser uma boa surpresa nesta Euro.



As convocadas:


Goleiras: Oda Bogstad (Klepp), Cecilie Fiskerstrand (LSK), Ingrid Hjelmseth (Stabæk).

Defensoras: Nora Holstad Berge (sem clube), Kristine Bjørdal Leine (Røa), Tuva Hansen (Klepp), Maren Mjelde (Chelsea), Ingrid Moe Wold (LSK), Stine Pettersen Reinås (Stabæk), Maria Thorisdottir (Klepp), Elise Thorsnes (Avaldsnes).

Meias: Frida Maanum (Stabæk), Andrine Hegerberg (Birmingham City), Ingvild Isaksen (Stabæk), Ingrid Schjelderup (Eskilstuna United), Ingrid Marie Spord (LSK), Anja Sønstevold (LKS).

Atacantes: Caroline Graham Hansen (VfL Wolfsburg), Emilie Bosshard Haavi (Boston Breakers), Ada Hegerberg (Olympique Lyonnais), Kristine Minde (Linköping), Guro Reiten (LSK), Lisa-Marie Karlseng Utland (Røa).


Dinamarca



Atual 15º colocada no ranking da FIFA, a seleção dinamarquesa disputará a sua 9º eurocopa na história. Nas eliminatórias, a Dinamarca integrou o Grupo 4 e foi uma das melhores segundas colocadas, com 19 pontos em oito partidas, somando seis vitórias, um empate e uma derrota, anotando 22 gols e sofrendo apenas um, superando Polônia, Eslováquia e Moldávia.

O destaque individual da equipe, é a meia Pernille Harder. Ela joga nas zonas extremas do campo, e ajudou o Linköpings a conquistar a liga sueca em 2016, ajudando também o Wolfsburg a conquistar a Frauen Bundesliga e a DFB-Pokal na temporada 2016/17. Nadia Nadim, que de uma boa liga norte-americana com a camisa do Portland Thorns, com sua velocidade, é outra boa aposta.


As convocadas:


Goleiras: Line Geltzer Johansen (Vejle BK), Maria Lindblad Christensen (Fortuna Hjørring), Stina Lykke Petersen (KoldingQ).

Defensoras: Cecilie Sandvej (FFC Frankfurt), Janni Arnth Jensen (Linköpings FC), Line Røddik Hansen (FC Barcelona), Luna Gevitz (Fortuna Hjørring), Mie Leth Jans (Manchester City), Simone Boye Sørensen (FC Rosengård), Stine Ballisager Pedersen (IK Skovbakken), Theresa Nielsen (Vålerenga IF).

Meias: Katrine Veje (Montpellier HSC), Line Sigvardsen Jensen (Washington Spirit), Maja Kildemoes (Linköpings FC), Nanna Christiansen (Brøndby IF), Nicoline Sørensen (Brøndby IF), Sanne Troelsgaard (FC Rosengård), Sarah Dyrehauge Hansen (Fortuna Hjørring), Sofie Junge Pedersen (FC Rosengård).

Atacantes: Frederikke Skjødt Thøgersen (Fortuna Hjørring), Nadia Nadim (Portland Thorns FC), Pernille Harder (VfL Wolfsburg), Stine Larsen (Brøndby IF).


Bélgica



A Bélgica é a 22º colocada no Ranking da FIFA, e participa da Euro pela primeira vez na história, sendo também este o seu primeiro grande torneio internacional. Nas Eliminatórias, a Bélgica fez parte do Grupo 7 e foi uma das melhores segundas colocadas, com 17 pontos em oito oito jogos, superando Sérvia, Bósnia e Estônia.

O destaque do time fica por conta da atacante Tessa Wullaert. A atacante do Wolfsburg é a maior artilheira da história da seleção belga feminina, com 31 gols em 58 jogos.


As convocadas:


Goleiras: Nicky Evrard (AA Gent), Diede Lemey (RSC Anderlecht), Justien Odeurs (FF USV Jena).

Defensoras: Imke Courtois (Standard Liège), Tine De Caigny (RSC Anderlecht), Laura De Neve (RSC Anderlecht), Laura Deloose (RSC Anderlecht), Heleen Jacques (RSC Anderlecht), Davina Philtjens (AFC Ajax), Lorca Van De Putte (Kristianstads DFF), Nicky Van Den Abbeleele (RSC Anderlecht).

Meias: Maud Coutereels (Lille OSC), Julie Biesmans (Standard Liège), Sara Yuceil (Olympique Marseille), Lenie Onzia (FC Twente), Elke Van Gorp (AA Gent), Elien Van Wynendaele (AA Gent).

Atacantes: Janice Cayman (Montpellier HSC), Jana Coryn (LOSC), Yana Daniëls (Bristol City WFC), Davinia Vanmechelen (Standard Liège), Tessa Wullaert (VfL Wolfsburg), Aline Zeler (Standard Liège).



Os Jogos do Grupo:


16/07 – Holanda x Noruega (13h) em Utrecht

16/07 – Dinamarca x Bélgica (15h45) em Doetinchem

20/07 – Noruega x Bélgica (13h) em Breda

20/07 – Holanda x Dinamarca (15h45) em Roterdã

24/07 – Bélgica x Holanda (15h45) em Tilburg

24/07 – Dinamarca x Noruega (13h) em Deventer



Imagem principal: UEFA

Tecnologia do Blogger.