Guia da Euro feminina 2017: Grupo C

Guia da Euro feminina 2017: Grupo C


Dando sequência ao Guia da Euro 2017, vamos falar agora do Grupo C, que conta com a favorita França, e três seleções medianas: Islândia, Áustria e Suíça.


França


A França tem hoje, ao lado da Alemanha, a melhor seleção de futebol da Europa. A seleção francesa vem de duas eliminações na Euro, em 2009 e 2013, nas quartas de final, ambas nos pênaltis, contra Holanda e Dinamarca, respectivamente. O time também caiu nesta mesma fase na Copa do Mundo de 2015, e nos Jogos Olímpicos Rio-2016, de maneira bem parecida. Parece faltar pouco para uma grande campanha, e em 2017, este pouco pode ter chegado.

Terceira colocada no Ranking da FIFA, a seleção francesa fez uma ótima campanha nas eliminatórias, liderando o Grupo 3 com 24 pontos, somando espetaculares oito vitórias em oito jogos, com 27 gols marcados e nenhum sofrido. A chave ainda tinha Romênia, Ucrânia, Grécia e Albânia.

O principal destaque individual é a atacante Le Sommer, uma das principais candidatas ao posto de artilheira da competição. A mescla é feita com jogadoras do Lyon, que vem de duas conquistas de tríplice coroa, e atletas do PSG, atual vice-campeão da Champions, do Montpelier, último vice-campeão, e do Paris FC. A única atleta que atua fora da forte liga francesa é a meia Amandine Henry, do Portland Thorns, da NWSL. A interior Abily e a zagueira Renard, companheiras de Le Sommer no Lyon, são as outras lideranças do ótimo elenco.



As convocadas:



Goleiras: Laëtita Philippe (Montpellier), Sarah Bouhaddi (Lyon) e Méline Gérard (Montpellier)

Defensoras: Eve Perisset (PSG), Wendie Renard (Lyon), Laura Georges (PSG), Jessica Houara (Lyon), Aissatou Tounkara (Paris FC), Griedge Mbock Bathy (Lyon)

Meiocampistas: Sandie Toletti (Montpellier), Amandine Henry (Portland Thorns), Eugénie Le Sommer (Lyon), Camile Abily (Lyon), Claire Lavogez (Lyon), Élise Bussaglia (Barcelona), Gaëtene Thiney (Paris FC), Onema Geyoro (PSG)

Atacantes: Clarisse Le Bihan (Montpelier), Eloide Thomis (Lyon), Camille Catala (Paris FC), Marie-Laure Delie (PSG), Kadidiatou (Paris FC), Sakina Karchoui (Montpellier)


Islândia


A Islândia foi campeã do do Grupo 1 das eliminatórias, com 21 pontos em oito jogos, somando sete vitórias e uma derrota, e ficando à frente de Escócia, Eslovênia, Bielorrússia e Macedônia. A artilheira Margrét Lára Vidarsdóttir é o grande desfalque da seleção para esta Euro, embora o elenco ainda conte com outros bons destaques, como a atacante Harpa Thorsteinsdóttir, e as meias Hólmfríður Magnúsdóttir, Sara Björk Gunnarsdóttir, Dagny Brynjarsdóttir e Fanndís Friðriksdóttir.

O treinador Freyr Alexandersson falou recentemente sobre as suas expectativas para a competição: "Obviamente queremos ter o mesmo tipo de apoio que os homens tiveram em 2016, e nada sugere que não será diferente. Esperamos fazer o nosso melhor, e ir longe".


As convocadas:


Goleiras: Guðbjörg Gunnarsdóttir (Djurgården-SUE), Sandra Sigurðardóttir (Valur), Sonný Lára Þráinsdóttir (Breiðablik)

Defensoras: Sif Atladóttir (Kristianstad-SUE), Ingibjörg Sigurðardóttir (Breiðablik), Glódís Perla Viggósdóttir (Eskilstuna United-SUE), Hallbera Guðný Gísladóttir (Djurgården-SUE), Málfríður Erna Sigurðardóttir (Valur), Anna Björk Kristjánsdóttir (Limhamn Bunkeflo-SUE), Arna Ásgrímsdóttir (Valur)

Meiocampistas: Sara Björk Gunnarsdóttir (Wolfsburg-ALE), Sigríður Lára Garðarsdóttir (Vestmannaeyjar), Katrín Ásbjörnsdóttir (Stjarnan), Dagný Brynjarsdóttir (Portland Thorns-EUA), Agla María Albertsdóttir (Stjarnan), Sandra Jessen (Þór/KA Akureyri)

Atacantes: Hólmfríður Magnúsdóttir (KR Reykjavík), Elín Metta Jensen (Valur), Harpa Þorsteinsdóttir (Stjarnan), Berglind Björg Þorvaldsdóttir (Breiðablik), Rakel Hönnudóttir (Breiðablik), Fanndís Friðriksdóttir (Breiðablik)



Áustria



Atual 24º colcoada no Ranking da FIFA, a Áustria estréia em euros femininas. A aposta é na artilheira Nina Burger, e na dupla do Bayern de Munique, Manuele Zinsberger e Viktoria Schnaderbeck. A vaga veio nas eliminatórias, como uma das melhores segundas colocadas. O time terminou na vice-liderança do grupo 8, com 17 pontos em oito jogos, ficando à frente de País de Gales, Cazaquistão e Israel.

O técnico Dominik Thalhammer comentou sobre a participação da sua seleção na Euro: "Estamos conscientes de que precisamos alcançar bons resultados, mas sabemos que, claro, é importante para nós ganhar pelo menos um jogo."


As convocadas:

Goleiras: Manuela Zinsberger (Bayern Munique-ALE), Jasmin Pfeiler (Altenmarkt), Carolin Grössinger (Bergheim)

Defensoras: Marina Georgieva (Turbine Potsdam-ALE), Katharina Naschenweng (Sturm Graz), Sophie Maierhofer (Kansas Jayhawks-EUA), Carina Wenninger (Bayern Munique-ALE), Viktoria Schnaderbeck (Bayern Munique-ALE), Virginia Kirchberger (Duisburg-ALE),Verena Aschauer (Sand-ALE)

Meiocampistas: Katharina Schiechtl (Werder Bremen-ALE), Nadine Prohaska (St. Pölten), Barbara Dunst (Duisburg-ALE), Jasmin Eder (St. Pölten), Sarah Puntigam (Freiburg-ALE), Laura Feiersinger (Sand-ALE), Jennifer Klein (Neulengbach)

Atacantes: Sarah Zadrazil (Turbine Potsdam-ALE), Nina Burger (Sand-ALE), Stefanie Enzinger (Sturm Graz), Nicole Billa (Hoffenheim-ALE), Lisa Makas (Duisburg-ALE)



Suíça


A equipe treinada por Martina Voss-Tecklenburg pode ser a grande surpresa desta Euro, com figuras como Ramona Bachmann, Lara Dickenmann, Ana-Maria Crnogorčević e Vanessa Bürki, que tem forte experiência em bons clubes europeus. Atualmente, a Suíça ocupa a 17ª posição no ranking da FIFA, e na última Copa do Mundo, chegou nas oitavas-de-final, caindo apenas diante do Canadá.

"Temos feito coisas importantes nos últimos anos, e nós ganhamos alguns jogos que pensávamos que não iriamos conseguir. Estamos agora em uma posição em que não temos nada a perder, e as expectativas estão em fazer algo importante e, talvez, podemos chegar às quartas de final", comentou a treinadora suíça, sobre suas expectativas para o torneio.



As convocadas:



Goleiras: Gaëlle Thalmann (Verona-ITA), Stenia Michel (Basel), Seraina Friedli (Zürich)

Defensoras: Jana Brunner (Basel), Rachel Rinast (Bayer Leverkusen-ALE), Noëlle Maritz (Wolfsburg-ALE), Ana-Maria Crnogorčević (Frankfurt-ALE), Rahel Kiwic (Duisburg-ALE), Caroline Abbé (Zürich), Sandra Betschart (Duisburg-ALE)

Meiocampistas: Martina Moser (Hoffenheim-ALE), Cinzia Zehnder (Freiburg), Lara Dickenmann (Wolfsburg-ALE), Lia Wälti (Turbine Potsdam-ALE), Viola Calligaris (Atlético de Madrid-ESP), Sandrine Mauron (Zürich), Vanessa Bernauer (Wolfsburg-ALE), Vanessa Bürki (Bayern Munich-ALE)

Atacantes: Meriame Terchoun (Basel), Géraldine Reuteler (Luzern), Ramona Bachmann (Chelsea-ING), Fabienne Humm (Zürich), Eseosa Aigbogun (Turbine Potsdam-ALE)



Os Jogos do grupo:


17/07 – Áustria x Suíça (13h), Deventer

17/07 –  França x Islândia (15h45), Tiburg

22/07 – Islândia x Suíça (13h), Doetinchem

22/07 – França x Áustria (15h45), Ultrech

26/07 – Suíça x França (15h45), Rotterdam


26/07 – Islândia x Áustria (15h45), Breda



Imagem: UEFA
Tecnologia do Blogger.