Grandes Times: o Sporting de 1946-1955

Grandes Times: o Sporting de 1946-1955


Um time que jogava com a sinfonia de uma orquestra. O inesquecível Sporting dos Cinco violinos foi o primeiro grande time do futebol português na era internacional, e tem ao lado do Benfica de Bela Gutmánn e Eusébio, o Porto de Futre, e o Porto de Mourinho, um lugar guardado entre os maiores times de toda a história do futebol lusitano.

Os Cinco Violinos eram na verdade, Travassos, Albano, Peyroteo, Vasques e Jesus Correia, cinco dos maiores  jogadores da história do Sporting e do futebol português. Eles jogaram juntos entre 1946 e 1949, e formavam um inigualável quinteto de ataque. Ainda obtiveram a expressiva marca de 215 gols em 56 jogos, capaz de dar inveja à ataques contemporâneos, como o BBC ou o MSN.

Em momentos diferentes, cada um deles marcou mais de 100 gols pelo Sporting, e assim somados, tem mais de 800 tentos pelo clube. Com os cinco violinos atuando juntos, durante três temporadas, o Sporting foi campeão nacional em todas, faturando também uma Taça de Portugal.

A orquestra dos cinco violinos, tinha como maestro o técnico  Cândido Oliveira, responsável por deixá-la sempre afinada. Logicamente, o time também não tinha só os seus cinco craques. Azevedo era o goleiro do time. Álvaro Cardoso e Manuel Marques  formavam a defesa, enquanto Canário, Octávio Barrosa e Veríssimo eram os responsáveis por abastecer o ataque.

Além das conquistas locais, o Sporting também disputou 4 das 9 edições da Taça Latina, torneio que precedeu a criação da UEFA Champions League. A melhor participação dos leões na competição, se deu em 1949, quando bateram o grande Torino nas semifinais, mas caíram diante do Barcelona na decisão. Neste mesmo ano, Peyroteo se aposentou, colocando fim à uma pequena parte da magia daquele time.

Sem seu maior craque, o Sporting não conseguiu o título português na temporada 1949-1950, mas entre 1950-1951 e 1953-1954 alcançou um fantástico tetracampeonato. Em 1955, o Sporting ainda participou do primeiro jogo da história da Copa dos Campeões, quando empatou com o Partizan em Lisboa por 3 a 3. Acabou eliminado na volta na Iugoslávia, mas já havia participado da história.

Este período, entre 1946 e 1954, foi o de maior domínio do Sporting no futebol português. Antes dele, os leões haviam sido campeões nacionais em 1940/41 e 1943/44, já no começo desta era de ouro, faturando posteriormente ainda o certame nas temporadas  1957/58, 1961/62, 1965/66, 1969/70, 1973/74, 1979/80, 1981/82, 1999/00, 2001/02, somando ao todo 18 títulos nacionais. O grande título internacional, se deu na temporada 1963/64, com a conquista da Recopa europeia.
Tecnologia do Blogger.