México sofreu para vencer a Nova Zelândia na Copa das Confederações

México sofre para vencer a Nova Zelândia



Nova Zelândia e México se enfrentaram nesta quarta-feira, em jogo válido pela segunda rodada do Grupo A da Copa das Confederações 2017. O time mexicano entrou em campo com vários reservas, e foi surpreendido pelo time neozelandês, que saiu na frente, levou a virada, mas lutou até o final pelo empate. 

O México entrou em campo em um 3-3-3-1/3-6-1, cheio de reservas e com muitos espaços. Osorio escalou três defensores, um mediocentro, dois alas que na prática eram pontas, e três atacantes por trás do centroavante Peralta. A idéia era ter condições de trabalhar bem o jogo apoiado em ataque posicional e conter a transição ofensiva neozelandesa. O que Osorio talvez não imaginasse, era encontrar em campo uma Nova Zelândia ainda mais bielsista do que na vitória contra a Rússia.

Os neozelandeses marcaram o México no campo de ataque, alternando pressão e meia pressão, e conseguindo a retomada da bola, muitas vezes em zonas bem adiantadas. Durante praticamente todo o primeiro tempo, a Nova Zelândia foi melhor e esteva mais próxima de abrir o placar, algo que fez no final do primeiro tempo, com um gol do centroavante Wood, que se infiltrou bem por trás da zaga mexicana.

Vendo que Fabiano e Giovani Dos Santos não funcionavam como interiores, Osório mandou a campo Hector Herrera, passando a equilibrar mais o jogo na faixa central do campo, contra uma Nova Zelândia, que naturalmente se recolheu em campo. contudo, foi a capacidade de Javier Aquino no 1x1, e o faro de gol da dupla Peralta e jimenez que levaram o México a balançar as redes neozelandesas duas vezes, chegando a uma virada, que foi sustentada com muita dificuldade até o final do jogo.



Imagem: FIFA
Tecnologia do Blogger.