As revelações da temporada europeia

Kai Havertz
Imagem: Bayer Leverkusen


A temporada 2016/17 deixou sucessos, frustrações, e revelações. Jovens jogadores apareceram mostrando muito talento nas grandes ligas, com potencial para serem ainda melhores num futuro breve.


La Liga: Marcos Llorente foi a revelação


Cria de "La fabrica", a categoria de base do Real Madrid, Marcos Llorente foi um colosso no meio-campo do Alavés, equipe revelação do futebol espanhol na temporada 2016-2017. Os blanquiazules atuavam com suas linhas baixas, marcando pressão no lado de bola, e foram destaques nas estatísticas defensivas, sendo Marcos o grande destaque individual, dado o seu senso de posicionamento e cobertura.

Companheiro de Marcos Llorente no Alavés, o ala/extremo Theo Hernandez foi outra boa nova em La Liga, assim como o atacante Sandro Ramírez, do Málaga. Enfim, o jogador formado no Barcelona desencantou.


Premier League: Dele Alli foi o grande jogador jovem


Dele Alli já havia sido a revelação da Premier League 2015/16, e novamente foi eleito o melhor jogador jovem da EPL. Com a consolidação do modelo de jogo do Tottenham, ele se consolidou atuando na mediapunta dos Spurs, por trás de Harry Kane, sendo que as vezes, atuou até na frente, como um atacante de fato. Mas foi como por trás do atacante que achou seu espaço.

Alli não é um jogador de desequilíbrios, mas tem alta capacidade de atacar o espaço e pisar a área adversária, marcando gols e decidindo jogos.




Gianluigi Donnarruma: uma realidade



Gianluigi Donnarruma já se tornou titular do Milan na temporada 2015/16, mas foi em 2016/17 que ele se consolidou como um dos melhores goleiros do mundo. Com 17/18 anos de idade, e jogando debaixo das traves, Donnarruma liderou um Milan promissor, que volta à Europa depois de um período no meio da tabela.
Donnarruma, mesmo com quase dois metros de altura, tem um reflexo apuradíssimo, e ainda sabe jogar com os pés. As comparações com Buffon são naturais, mas o talento de Donnarruma é que define seus próprios parâmetros, que parecem infinitos.


Ousmane Dembelé: talento que desembarcou na Bundesliga

Poucos jogadores em um campo de futebol, encantam tanto quanto Ousmane Dembelé. O extremo ambidestro sabe atuar também pelas zonas interiores do campo, não só passa como arremata e dribla com as pernas, se tornando um futebolista completo, com grande capacidade de drible, e letal em várias zonas do campo.

Vale aqui uma ressalva para o RB Leipzig, que apresentou nesta Bundesliga um time de revelações, das quais se destaca a espinha dorsal formada pelo zagueiro/lateral Orbán, o interior Nabil Keita, o extremo Emil Forsberg, e o artilheiro Timo Werner. Um nome que já atuou em ótimo nível nesta temporada, e no qual se deve ficar de olho, é em Kai Havetz, do Bayer Leverkusen.

A grande notícia de 2017 até aqui para o torcedor aspirina, foi justamente a ascensão meteórica de Kai Havertz. Destaque do Europeu Sub-17 em maio de 2016, Kai foi promovido ao time principal do Bayer pelo técnico Roger Schmidt em setembro, fazendo a sua estréia na Bundesliga em outubro. Desde então, Kai Havertz vem ascendendo de uma maneira impressionante. Um alento para o torcedor, já que o time vinha em crise e Hakan Çalhanoglu acabou punido pela FIFA com uma suspensão de quatro meses, por conta de uma punição referente a sua saída do Trabzonspor em 2011.



Killian Mbappé: um "killer" na grande área


Um matador. Assim dá para definir Killian Mbappé. O garoto de 18 anos espantou a Europa, com uma capacidade imensa de atacar o espaço e arrematar, além do domínio na área.
Ainda valem ser destacadas outras revelações monegascas, como o mediocentro Bakayoko, e os laterais Sidibé e Mendy, e o extremo Lemar.
Tecnologia do Blogger.