Alemanha e Chile ficam na igualdade



Alemanha e Chile se enfrentaram nesta quinta-feira, em jogo válido pela segunda rodada do Grupo B da Coça das Confederações. As duas seleções haviam estreado com vitória, e são as grandes favoritas da chave. Talvez, isto ajude a explicar um pouco o jogo. Se o primeiro tempo contou com um ritmo alucinante dos chilenos, o segundo foi mais morno, até por conta de uma igualdade, não ser ruim para nenhum dos lados.

O Chile começou o jogo marcando pressão a saída de bola da Alemanha, que entrou em campo em um 5-3-2. A intenção era pressionar fortemente o portador da bola, em qualquer zona do campo, mas buscando o roubo numa zona o mais adiantada possível. E foi assim que os chilenos abriram o marcador, logo nos primeiros minutos de jogo. Após um roubo na saída de bola alemã, Vidal serviu Alexis Sánhez, que cara a cara com ter Stegen arrematou com precisão, entre o goleiro e a trave.

O Chile seguiu dominando a Alemanha, que tinha dificuldades para sair de seu campo. Mas quando conseguia bater as linhas de pressão do selecionado andino, a Mannshaft era fulminante. Foi assim que chegou ao empate com Hector, que apareceu bem pelo flanco esquerdo, e cruzou para Stindl, que se antecipou aos defensores chilenos, empurrar para o fundo das redes. Na segunda etapa, o Chile diminuiu o seu ritmo, e o jogo se esvaziou, permanecendo com o empate até o seu final.


Imagem: FIFA
Tecnologia do Blogger.