Com uma senhora campanha, Juventus está na final da Champions

Com uma senhora campanha, Juventus está na final da Champions


O trabalho de ascensão da Juventus desde o retorno à Serie A em 2007 é fantástico, e 10 anos depois, pode chegar ao seu ápice. O clube bianconero está na final da UEFA Champions League 2016/17, após eliminar o Monaco nas semifinais, e tem a chance de conquistar a sua primeira tríplice coroa, a segunda de um clube italiano na história. A Veccia Signora também está em vias de ser campeã italiana pela sexta temporada consecutiva, e disputará a final da Coppa Italia contra a Lazio.

Após passar pela fase de grupos em primeiro lugar na chave H, à frente de Sevilla, Lyon e Dínamo Zagreb, a Juventus derrotou duas vezes o Porto nas oitavas-de-final (2 a 0 em Portugal e 1 a 0 na Itália), e posteriormente eliminou o Barcelona nas quartas, vencendo por 3 a 0 em Turim e empatando sem gols na Catalunha. Depois de vencer o Monaco no Principado na ida das semifinais por 2 a 0, a Juve, nesta Terça-feira, controlou os monegascos, em sua Arena, e carimbou o passaporte para mais uma final de Champions em sua história.

Como já era esperado, o Monaco entrou em campo pressionando a saída de jogo da Juventus em um 3-4-2-1. Bernardo Silva e Moutinho tentavam produzir por dentro, com Mbappé pela esquerda, e Falcao na área. Contudo, a Juve sempre produzia superioridade numérica em sua saída de jogo, batia a linha de pressão, e pegava totalmente desmontada a defesa do Monaco, que não estava acostumada a jogar com três centrais. Assim, a equipe bianconera foi destroçando o rival com transições ofensivas fulminantes, lideradas pelos dois alas (Daniel Alves e Alex Sandro), e os três atacantes (Dybala-Mandzukic-Higuaín). Foi acumulando chances, até abrir o placar com Mandzukic, que recebeu assistência de Daniel Alves, que ainda na primeira etapa ampliou.

No segundo tempo, bastou a Juventus controlar as ações do Monaco, embora tenha se retraído demais após substituir Dybala por Cuadrado, se fechando em um 5-4-1, e concedendo a possibilidade de Mbappe descontar. Naquela altura, Dybala era a principal válvula de escape da equipe italiana, ajudando a mesma a reter posse na frente e roubar em zonas adiantadas, e sem ele, o Monaco passou a controlar bem mais a bola. Tanto que no lance do gol, Bernardo Silva apareceu firme na ponta-esquerda, com Mbappé conseguindo um desmarque na área. Contudo, após este susto, a Juve voltou a tomar campo, e segurou o 2 a 1 final.

Esta será a 9º final de Copa/Liga dos Campeões da Juventus. Ao todo, a Veccia Signora conquistou dois títulos, nas temporadas 1984/85 e 1995/96, e perdeu seis finais, sendo a última para o Barcelona, em 2015. Esta mesma base de elenco, há dois anos, perdeu a chance de alcançar a tríplice coroa, e agora, reforçada por nomes como Khedira, Dybala e Higuaín, fará de tudo para, enfim, dar o salto merecido na história.

Agora, a Juventus aguarda a grande final da Liga dos campeões 2016-2017 no dia 3 de Junho, às 15h45, onde irá enfrentar Real Madrid ou Atlético, que decidem a outra semifinal amanhã. Na partida de ida, no Santiago Bernabéu, o Real venceu por 3 a 0.
Tecnologia do Blogger.