Grandes Times: o Goteborg de 1982-1995

Copa da UEFA 1981-1982: Goteborg leva ao topo da Europa



O maior time da história da Suécia, e um dos maiores da história do Futebol europeu. Só com estas palavras dá para definir o que foi o inesquecível esquadrão do Goteborg, nos anos de 1980 e 1990. Com um brilhante trabalho do técnico Sven-Göran Eriksson, o time surpreendeu a Europa no começo dos anos de 1980, e seguiu forte por mais muitos anos, brilhando como nunca nenhuma outra equipe da Escandinávia fez fora de seus domínios.


Após passar por momentos de dificuldade nos anos de 1970, o Goteborg trouxe o jovem técnico Sven-Göran Eriksson para o comando de sua equipe, em 1979. Rapidamente, a equipe saiu da parte inferior da tabela da Allsvenskan, e começou a entrar na luta pelo título. Campeão da Copa da Suécia em 1979, o Goteborg disputou a Recopa 1979-1980, onde só caiu nas quartas de final, diante do Arsenal. era o prenuncio de quem bons tempos na Europa estavam vindo.


Na temporada 1981-1982, o time se sagrou campeão da Copa da UEFA. Além de ser o  primeiro time sueco a conquistar um título longe do seu país, ainda o fez de maneira invicta, engrandecendo ainda mais o feito.

O Goteborg surpreendeu na decisão o Hamburgo, então treinado por Ernst Happel, e que contava com nomes como Felix Magath e o dinamarquês Bastrup em campo. No dia 5 de Maio de 1982, os suecos venceram a ida, em casa, por 1x0, com um gol de Holmgren no finalzinho.


Duas semanas depois, no dia 19 de maio, o Göteborg foi até à Alemanha Ocidental e bateu o Hamburgo por 3x0, com gols de Corneliusson (2x), Nilsson e Fredriksson, somando assim um avassalador 4x0 no agregado, que lhe deu toda a condição de levantar a sua primeira taça continental.


Seguem as façanhas

Ainda em 1982, Erikson deixou o comando do Goteborg. Em seu lugar, assumiu Gunder Bengtsson, que foi sucedido por Björn Westerberg, em seguida. Contudo,  Bengtsson voltou, para levar o Goteborg a brilhar mais ainda.

Mesmo sem Erikson, o Goteborg ainda manteve por muitos anos a base do time de 1982, que contava com o goleiro Thomas Wernersson, o defensor Stig Fredriksson, os meias Tord Holmgren e Tommy Holmgren, e o atacante Dan Corneliusson. Á eles, se juntaram com os anos nomes como o atacante Stefan Pettersson, o norueguês Per Edmund Mordt, e o xerifão Peter Larsson, tornando a base ainda melhor. A fanática torcida, que sempre apoiava muito nos jogos em casa, também ainda estava lá, mantendo a equipe forte em nível continental por muito tempo.


Assim como já havia feito em 1982, o Goteborg, voltou a conquistar a Copa da UEFA na temporada 1986-1987. Para chegar até a final, o time sueco passou por Sigma Olomouc-TCH (5 a 1 no agregado dos dois jogos), por Stahl Brandenburg-ALE (3 a 1 no agregado dos dois jogos), por Gent-BEL (5 a 0 no agregado dos dois jogos), por Internazionale (após 1 a 1 no agregado, o empate com gols na Itália deu a vaga aos nórdicos) e Swarovski Tirol-AUT (5 a 1 no agregado dos dois jogos).

Copa da UEFA 1986-1987: o bicampeonato do Goteborg

Após vencer em casa por 1 a 0, com gol de , o Goteborg foi até a Escócia, e segurou o empate em 1 a 1, quando Lennart Nilsson fez o gol dos suecos, e Clark empatou para os britânicos. O Goteborg, não só era agora o único clube sueco a conquistar títulos continentais, como o fez duas vezes, entrando ainda mais para a história.

Já tendo sido campeão sueco em 1982, 1983, 1984 e 1987, o Goteborg ainda levou o tetracampeonato consecutivo, entre os anos de 1992 e 1995. Nos anos de 1980, levantou também a taça da Copa da Suécia de maneira consecutiva, em 1982 e 1983.

Na Europa, o time ainda fez algumas boas campanhas, como na Copa dos Campeões 1991-1992, competição onde o seu compatriota Malmö já havia sido vice-campeão no final dos anos de 1970.

Se antes do Goteborg, os feitos do futebol sueco na Europa eram poucos, depois voltaram a ser raros. Desde o surgimento da UEFA Champions League e da Europa League, contudo, nunca mais uma equipe de um país da Escandinávia foi tão longe como aquele histórico Goteborg, com as equipes suecas já se contentando com uma mera participação na fase de grupos de um dos principais torneios do Velho Continente.


🇪🇺

Tecnologia do Blogger.