Mourinho coloca fogo na Premier League



O Manchester United derrotou o Chelsea por 2 a 0 neste Domingo, deixando a equipe de Antonio Conte com apenas 4 pontos de vantagem com relação ao vice-líder Tottenham. Faltando 6 rodadas para o fim da Premier League, podemos ter um desfecho emocionante.

Mourinho surpreendeu ao deixar Zlatan Ibrahimovic de fora da equipe titular. O sueco jogou 90 minutos contra o Anderlecht na Liga Europa, e deve estar sendo poupado para a partida de volta. Com isto, Marcus Rashford, ocupou a posição de centroavante. Provavelmente, Mourinho esperava um jogo de transições, e apostou em Rashford para atacar o espaço deixado pelo sistema de três zagueiros do Chelsea.

O United controlou muito bem a partida, especialmente por conta de seu trabalho defensivo. A pressão em cima da saída de jogo do Chelsea era boa, e a partir dela, se exercia o controle. Mourinho escalou três zagueiros (Bailly, Rojo e Darmian), abriu Young e Valencia, recheou o meio-campo com Pogba, Fellaini e Ander, e atacou com Rashford e Lingard. Bailly neutralizou completamente Diego Costa, vencendo todos os duelos. Rashford foi infernal em cima de David Luiz, e fez o que Mourinho esperava, ao ser servido por Herrera, e abrir o placar.

Com os centrais e os interiores do United em um ritmo alto de marcação, o Chelsea tinha problemas para a criação de jogadas. Os alas também não conseguiam descer ao ataque, e Ander Herrera desativou Hazard da partida. No segundo tempo, Antonio Conte tentou mudar as coisas colocando Fàbregas no lugar de Moses, e passando a atuar com uma linha de quatro jogadores atrás, mas não viu nenhum efeito. O Manchester United seguiu confortável no jogo e até ampliou o placar com Ander Herrera, decretando o 2 a 0 final.


Foto: Manchester United
Tecnologia do Blogger.