Juventus soube jogar para empatar com o Napoli no San Paolo





A Juventus empatou em 1 a 1 com o Napoli neste domingo, em partida válida pela 30ª rodada do Campeonato Italiano. O resultado mantém a Juve como líder isolada da Serie A, com 10 pontos a mais que o Napoli, faltando oito rodadas para o fim da competição. A vice-líder é a Roma, que aparece entre os dois.

Para a Juventus, era só mais um jogo de Campeonato  italiano. Para o Napoli, era um duelo que valia mais do que três pontos. Além de todos os ingredientes do confronto entre o maior do norte, e o maior do sul da Bota, a partida ainda marcava o reencontro entre Higuaín e o San Paolo. A torcida do Napoli até vaiou o seu ex-artilheiro. Mas nada demais. Allegri mandou à campo mais uma vez o seu 4-2-3-1, só que com Pjanic por trás de Higuaín, ao invés de Dybala, e Lemina pela direita, em uma tentativa de controlar o setor esquerdo de ataque do Napoli, que até deu certo.

O alemão Sami Khedira abriu o placar para a Juventus aos sete minutos do primeiro tempo. Depois de alcançar a vantagem, a Juve atrasou muito as suas linhas, e praticamente não produziu nada ofensivamente. Ao Napoli, bastava contar com os apoios dos laterais, circular bem a bola, e trabalhar cada vez mais com Mertens entre as linhas bianconeras.

Toda a vez que roubava a bola, a Juventus estava longe demais do gol adversário, e isto transforma qualquer partida em um verdadeiro ataque contra defesa. Contudo, quando concedia alguma brecha defensiva ao Napoli, algum defensor espantava. Foi assim durante todo o primeiro tempo. Parecia que a Juventus, mesmo sem jogar o suficiente, iria sair com a vitória. Mas só parecia.

O Napoli chegou ao empate aos 15 minutos do segundo tempo. Hamsik empatou após uma fantástica jogada coletiva, em que Mertens trabalhou bem arrastando Bonucci de sua zona, e assistiu o eslovaco, que arrematou sem chances de defesa para Buffon. Maurizio Sarri queria a vitória, e deixou isto bem claro, quando mandou Rog, Zielinski e Ghoulam ao campo. Tentando melhorar a saída de bola, Allegri recuou Pjanic para a posição de regista, atrás de Marchisio e Khedira, e logo depois colocou em campo Dybala e Rincón, obrigando o Napoli a recuar um pouco.

Mesmo melhorando, a Juventus não produziu para sair com a vitória, e o Napoli, embora o tenha feito, sentiu o desgaste de correr atrás do placar um jogo inteiro. Mais um bom jogo, em uma Serie A que deve ter uma velha campeã, mas tem apresentado muita coisa interessante.



Imagem: Twitter/Napoli
Tecnologia do Blogger.