Grandes Times: o Kaiserslautern de 1997-1998

Grandes Times: o Kaiserslautern de 1997-1998



A Bundesliga 1997-1998 contava com os poderosos times do Bayern de Munique e do Borussia Dortmund como favoritos ao título, mas teve um campeão inesperado: o Kaiserslautern. O clube recém havia chegado da 2ª divisão, era um sério candidato a cair, mas foi campeão. Uma trajetória espetacular, que merece ser sempre lembrada.

O Kaiserslautern é um clube tradicional do futebol alemão, e já havia conquistado o título nacional três vezes antes de 1998. A queda para a segundona em 1996 foi considerada catastrófica, mas o clube soube fazer do limão uma limonada. Manteve a base de primeira divisão, e buscou o técnico Otto Rehhagel, que havia sido demitido do Bayern de Munique, mas era inegavelmente competente.

Logo em seu retorno à elite, o Kaiserslautern enfrentou o Bayern de Munique, atual campeão alemão. E Rehhagel conseguiu bater o seu antigo clube, em uma vitória para lá de importante, tanto para o treinador, quanto para o Kaiserslauten. O meia suíço Ciriaco Sforza, também retornava ao Kaiserslautern após uma passagem frustrada pelo Bayern, e voltava a ser o grande craque que a torcida idolatrava.

Os Red Devils da Alemanha assumiram a liderança da Bundesliga na quarta rodada, e não a largaram mais. Foram 30 rodadas na ponta de maneira inquestionável para garantir o quarto título alemão do clube, com uma rodada de antecipação. Mesmo tendo sido campeão em 1991, há não muito tempo, a torcida comemorou demais, especialmente pela maneira como aconteceu a façanha.

Resultado de imagem para Kaiserslautern BUndesliga 1997-1998
A Base do Kaiserslautern campeão da Bundesliga 1997-1998

A taça veio por conta da ousadia do presidente Hubert Kessler, em manter um elenco cheio de jogadores de seleção, como Andreas Brehme, Olaf Marschall, Pavel Kuka, Alex Roos e Miroslav Kadlec, além de buscar Otto Rehhagel, um técnico dos melhores da Europa, para tirar o clube da segundona. Entrosado, subiu para a elite com força total, e pronto para voltar a ocupar o lugar que merece.


Resultado de imagem para Kaiserslautern BUndesliga 1997-1998

Na temporada seguinte, o Conto de fadas se encerrava, e a realidade retornava. O clube viu as saídas de Kadlec e Kuka, mas com o restante da base, ainda conseguiu avançar da fase de grupos na Champions League, onde dividiu a chave com Benfica, PSV e Helsinki. Contudo, nas quartas de final, a equipe não foi páreo para o Bayern, que venceu em Munique por 2x0, e na casa do Kaiserslautern, o Estádio Fritz Walter, aplicou um sonoro 4x0.

Resultado de imagem para Kaiserslautern BUndesliga 1997-1998


Na Bundesliga, o Kaiserslautern terminou a sua participação no quinto lugar, mesma posição que encerrou na temporada 1999-2000. Principal destaque que surgia na equipe, Ballack acabou indo para o Bayer Leverkusen. No meio da temporada 2000-2001, o técnico Otto Rehhagel deixou o clube, que começaria uma queda interminável. Aos poucos, promessas como Klose, Weidenfeller, Lincoln e Wiese até eram lançadas, mas acabavam rumando para outros destinos posteriormente.

A reforma do Fritz Walter para a Copa do Mundo de 2006 também acabou sendo mais cara do que o esperado. O processo praticamente levou o clube à falência, e a novos rebaixamentos. A realidade hoje é complicada. Mergulhado na 2.Bundesliga, a realidade está bem mais próxima de se preocupar com o rebaixamento para a terceirona, do que pensar no acesso à elite.
Tecnologia do Blogger.