Após jogo de golaços, Chelsea está na final da FA Cup





Tottenham e Chelsea fizeram neste Sábado, a primeira das semifinais da FA Cup, a Copa da Inglaterra. Mesmo com características bem diferentes, as duas equipes atuaram em sistemas com três zagueiros. Enquanto os Blues atuaram no costumeiro 3-4-3, os Spurs foram com 3-4-1-2 que havia dado certo na vitória sobre o adversário em janeiro. Contudo, desta vez, não deu certo.

O Chelsea começou o jogo sem Hazard e Diego Costa, e com Willian e Batshuay no seu ataque. Claramente, a entrada de Willian no time trazia  aos comandados de Conte um acréscimo na fase defensiva. Ele e Pedro fechavam pelos lados auxiliando os laterais, com a equipe atuando em um 5-4-1. Na frente, mesmo isolado, Batshuay encarava bem os três zagueiros do Spurs e conseguia colocar o seu time em campo ofensivo, fazendo o pivô e esperando a chegada dos companheiros. Em um lance destes, Pedro arrancou bem, e só foi parado com falta pela defesa dos Spurs. Na cobrança, Willian arrematou sem chances de defesa para Llorris, abrindo o placar para o Chelsea.

Com o Chelsea muito fechado, o Tottenham circulava bola lateralmente, mas não conseguia ganhar profundidade no ataque. Não a toa, o gol de empate marcado por Kane saiu em uma bola alçada por Eriksen na área, onde o centroavante inglês se abaixou para arrematar de cabeça. A igualdade, durou pouco, pois ainda no primeiro tempo, Moses cavou bem um pênalti, que Willian converteu, marcando seu segundo gol  no jogo.

Logo no começo da segunda etapa, o Tottenham retomou a igualdade no marcador, com Dele Alli infiltrando em diagonal nas costas da zaga do Chelsea para arrematar, após um lançamento primoroso de Eriksen. Vendo seu time em inferioridade em campo, Conte colocou Hazard e Diego Costa no jogo, substituindo Willian e Batshuay. Como Hazard trabalhava bemmenos defensivamente que Willian, Pochettino viu que poderia atacar bem pelo corredor direito, e trocou Son por Walker, fazendo os Spurs crescerem em terreno, e passarem a dominar amplamente as ações; Conte também mandou ao campo Fábregas, e o jogo ganhou  novos ares.

Primeiro, Hazard finalizou um  rebote pós escanteio com maestria, fazendo o Chelsea retomar a vantagem no marcador. Depois, Matic foi quem acertou um chute extremamente fortuito, para decretar o 4 a 2 final no marcador, e colocar o Chelsea na grande decisão, a ser disputada em maio, no Wembley.
Tecnologia do Blogger.