Casillas mostrou o quanto é grande no dérbi contra o Benfica


Iker Casillas foi um dos melhores goleiros que o futebol viu no século XXI, durante seu auge no Real Madrid e na seleção espanhola. Na metade desta década, ele entrou em  uma crise técnica, perdeu a titularidade para De Gea na seleção espanhola, e passou a ser fortemente questionado no Real. Cada falha de Iker gerava um massacre enorme por parte da mídia e da torcida.


Mas Iker é um grande, e merecia encerrar a carreira em alto nível. Em 2015, se transferiu para o Porto. Longe dos holofotes, passou a ter as condições necessárias para brilhar. Algo similar ao que ocorreu com Raúl quando foi para o Schalke 04. E neste Sábado, Iker brilhou muito com a camisa do Dragão no clássico contra o Benfica. Com defesas importantes, ele garantiu um empate em 1 a 1, fundamental na luta pela taça.

Nuno Espírito Santo arriscou alto ao começar com seu melhor jogador, André Silva, no banco, em  um jogo decisivo. Viu o Benfica abrir o placar com um gol de pênalti de Jonas, mas foi salvo por um gol de Maxi Rodríguez, e mais a boa atuação de Casillas, algo que por sinal tem sido constante. O arqueiro espanhol negou o gol a Jonas em uma situação clara, que convertida poderia encaminhar a taça para o lado lisboeta.

O empate, deixa a disputa pelo título da Liga Sagres em aberto, embora mais perto do líder Benfica. Apenas com o decorrer dos meses de abril e maio saberemos quem será o campeão da liga nacional portuguesa.


Imagem: FC Porto
Tecnologia do Blogger.