Lyon teve coragem premiada contra a Roma




Roma e Lyon fizeram um jogo para lá de aberto, na partida de ida das oitavas de final da Europa League 2016/17, disputada nesta quinta-feira, no Parc OL. Controlado pelo rival, e precisando do resultado por atuar em casa, o Lyon foi para cima, e propiciou um jogo muito movimentado, cheio de gols e emocionante, que terminou com vitória dos mandantes por 4 a 2, O destaque individual foi Alexandre Lacazette. O atacante passou 90 minutos sem marcar um gol, mas teve uma atuação fantástica, caindo pelos lados, abrindo espaços, rodando o campo todo e criando situações paraseus companheiros marcarem.

Diferente do que geralmente ocorre, a Roma jogou no Parc OL apenas com Salah e Dzeko no ataque, abandonando o seu sistema com três atacantes. Nainggolan foi um meia, o que ajudou o time italiano a controlar bem e ganhar o setor central do campo nos minutos iniciais. A circulação de bola romanista fluia bem, até pela dificuldade dos volantes do Lyon, Gonalons e Tousart, de defenderem bem os espaços na frente da área. Acostumados a sair  para abafar a saída de jogo do adversário, os dois eram empurrados para trás, e levavam com eles o time todo. Mesmo assim, o Lyon abriu o placar com um gol do zagueiro Diakhaby, que defensivamente não tinha uma atuação consistente.

Curiosamente, a Roma até demorou para marcar o seu gol, mas o fez aos 20 minutos de jogo com o atacante egípcio Salah. Pouco depois, o zagueiro argentino Federico Fazio aproveitou uma jogada aérea para virar o placar. Atrás do placar, o time de Bruno Génésio se viu obrigado a adiantar as suas linhas de marcação e controlar a posse de bola. Os meias Rachid Ghezzal, Corentin Tolisso e Mathieu Valbuena, e os laterais Rafael (substituído depois por Christophe Jallet) e Jérémy Morel, se adiantaram muito para encostar em Alexandre Lacazette. Assim, o Lyon jogava da maneira que mais gosta, e passou a incomodar muito o goleiro brasileiro Alisson.

O segundo tempo do Lyon foi fantástico. os franceses até davam espaços para a Roma, mas viram o goleiro português Anthony Lopes brilhar. Genésio mandou Nabil Fekir ao campo no lugar do zagueiro argentino Emanuel Mammana, e teve a sua coragem premiada com três gols, marcados por Tolisso, Fekir e Lacazette, nos acréscimos.

O Lyon leva uma boa vantagem para a Itália, e poderá perder até por um gol de diferença, que avança. A Roma precisa vencerpor 2 a 0, 3 a 1, ou golear, se quiser seguir em frente no sonho de conquistar a Liga Europa.



Imagem: Lyon



Tecnologia do Blogger.