A Lazio dominou a Roma para sonhar de novo com a Coppa Italia

Imagem: Twitter oficial da Lazio


A cidade de Roma, apaixonada pelo futebol, vive dividida em duas paixões. A metade giallorossa tem sido mais feliz, conseguindo fazer campanhas interessantes na Serie A e na UEFA Champions League, mas os últimos títulos romanos vieram com a Lazio. Um deles, foi a Coppa Italia em 2013, quando os azuis bateram justamente a Roma na final, em jogo onde Lulic foi o grande herói. Nesta quarta-feira de cinzas, um outro herói veio dos balcãs para dar esperanças ao torcedor laziale: Sergej Milinkovic-Savic. Ele foi a principal peça no triunfo da Lazio por 2 a 0 sobre a Roma, no jogo de ida das semifinais da atual edição da Coppa Italia.



A Roma começou melhor a partida. O time de Spalletti entrou em campo com a maioria de suas principais peças, como Edin Dzeko o Radja Nainggolan e era favorito. Sim, a Roma teve a bola na mior parte dos momentos do jogo, mas a Lazio conseguia muito bem cortar as linhas de passe, congestionando o miolo do campo. Simone Inzaghi centralizou a maioria de suas figuras. Apenas os alas Basta e Jordan Lukaku atuavam abertos. Quando a Roma atacava pelos lados, os zagueiros Bastos e Wallace, que jogavam pelos lados da zaga, faziam a cobertura, com os alas apenas auxiliando.

Assim, a Lazio passou a ganhar o meio-campo, e ditar o ritmo do jogo como queria, praticamente tirando as principais figuras romanistas de cena. Numa boa escapada, Felipe Anderson apareceu pela linha de fundo, nas costas de Rudiger, e tabelou com o sérvio Sergej Milinkovic-Savic, que apareceu na área para arrematar, abrindo o placar.

Quando podia, a Lazio controlava a bola, sob o ritmo de Biglia. Quando não dava, cabia à defesa segurar. As boas chances da Roma só surgiam quando Nainggolan, que estava muito maracdo. Na segunda etapa, a Lazio chegou ao seu segundo gol, em mais um contragolpe rápido. Keita Baldé, que havia entrado no decorrer do jogo, apareceu novamente pela ponta, só que agora pela esquerda, e cruzou baixo para Immobile, que não perdoou, marcando mais um gol na temporada.

O segundo gol, praticamente matou a Roma, que até mandou ao campo figuras como Totti e Perotti, mas não conseguiu reagir, e agora aguarda a partida de volta.
Tecnologia do Blogger.