Grêmio x Inter: a história do Grenal

Grêmio x Inter: a história do Grenal


Grêmio x Inter: a história do Grenal


Nenhuma rivalidade no Brasil é tão intensa quanto o Grenal. Se em outros estados há geralmente mais de um time grande na capital, ou até mesmo rivalidades interestaduais, no Rio Grande do Sul, ou você é azul, ou vermelho, tornando as coisas totalmente bipolarizadas.

Recentemente, a revista europeia Foufoutwo elegeu o clássico como o oitavo mais importante do mundo, mostrando que o reconhecimento cruza as fronteiras do país, e é internacional. Há só uma controvérsia sobre a grafia correta do seu nome. Alguns colorados, querendo destacar o nome do seu clube, preferem escrever GreNal ou Gre-Nal. Mas, a grafia mais recomendada é Grenal, seguindo as normas do bom português.

O irmão mais velho do Grenal é o Grêmio, fundado em 1903. Seis anos depois, em 1909, surgiu o Internacional, ano também do primeiro clássico Grenal. Nesta ocasião, o Grêmio venceu por 10 a 0, naquela que é a maior goleada da história dos grenais.  O Internacional precisou de sete grenais para alcançar a sua primeira vitória, o fazendo no dia 31 de Outubro de 1915, em jogo disputado na Baixada, e vencido pelo colorado pelo placar de 4 a 1 para o Inter. E A maior goleada do Inter foi um 7 a 0, anos depois.

Os Grenais das semifinais do Campeonato Brasileiro de 1989 foram considerados os mais importantes da história, recebendo a nomenclatura de "Grenal do Século", e tiveram o colorado eliminando o tricolor. Anos depois, no Grenal que marcou o Centenário do Clássico, em 2009, o Grêmio venceu de virada por 2 a 1. A maior goleada da história dos Grenais em Campeonatos brasileiros também é do Grêmio: um 5 a 0, na Arena, em 2015. Anteriormente, no dia 10 de Julho de 2004., ocorreu o famoso “Grenal do Gol 1.000”, marcado pelo ídolo colorado Fernandão, em vitória do Internacional por 2 a 0.

O equilíbrio, sempre marca os Grenais. Temos ao todo, 154 vitórias do Internacional, 128 vitórias do Grêmio e 130 empates, em um dos dérbis mais equilibrados do mundo. A vantagem colorada foi constituída no período de 1969 a 1976, quando o Inter venceu 18 grenais em 40 possíveis, contra apenas quatro triunfos do Grêmio.

Carlitos, extremo que defendeu o Inter nos anos do famoso time apelidado de Rolo Compressor, marcou 42 gols em 62 jogos contra o Grêmio, sendo reconhecido como o maior artilheiro da história dos Grenais. O argentino José Villalba, que também atuou no Inter na década de 1940, é o segundo maior artilheiro dos grenais, com 20 gols, marcando um Poker no dérbi de outubro de 1948, na supracitada goleada de 7 a 0 do Internacional, a maior de sua história em grenais. O histórico atacante Luiz Carvalho, que defendeu o Grêmio nos anos de 1930, marcou 17 gols em 29 dérbis, e é o maior artilheiro do Grêmio em grenais, seguido de Alcindo, que marcou 13 gols contra o Rival.


Em termos de taças fora do Rio Grande do Sul, o Grêmio leva uma pequena vantagem, com uma conquista de Mundial, duas de Libertadores, duas de Campeonato Brasileiro, e cinco de Copa do Brasil. O Inter já conquistou um Mundial de Clubes, duas  Libertadores, três Campeonatos Brasileiros, uma Copa Sul-americana e uma Copa do Brasil. O Colorado leva uma ampla vantagem de vitórias no somatório dos duelos, embora o tricolor tenha ganho mais duelos pelo Campeonato Brasileiro. As duas equipes se enfrentaram quatro vezes pela Copa Sul-americana  e duas pela Copa do Brasil, mas nunca pela Libertadores. O Grêmio já foi rebaixado duas vezes para a Série B do Campeonato brasileiro e é o clube brasileiro de fora do Estado de São Paulo com mais participações em Libertadores, enquanto o Internacional soma um rebaixamento em sua história.



Tecnologia do Blogger.