A despedida de Ranieri no Leicester




O futebol inglês foi tomado recentemente pelo sentimento de consternação, por conta da demissão de Claudio Ranieri no Leicester. É verdade, que todos que criticam o fato não viveram o ciclo do italiano no vestiário dos foxes, e o mesmo parecia estar sendo boicotado por seus jogadores.

Além disto, é necessário dimensionar o tamanho da façanha que foi levar o Leicester ao título da Premier League. Sim, o Leicester não era um candidato ao título, mas tinha um elenco em condições de terminar no Top-10, assim como acontece nesta temporada, quando luta contra o descenso.

Assim, é necessário entender que o trabalho de Ranieri foi regular, mas não foi extraordinário. O Leicester não revolucionou nada, e apenas jogava dentro de um "feijão com arroz" básico, mas muito bem feito. Sua maior força era a união do grupo, e ela pareceu ser desfeita, ao menos com relação ao seu comandante.

A simples perda de Kanté não serve de desculpa para a temporada ruim do Leicester até fevereiro. Sim, o francês joga demais, e é o melhor jogador das duas temporadas em que atuou na Premier League. Contudo, ele teve reposição, e o elenco ainda agregou mais qualidade, com nomes como Slimani.

Sejá lá como for, a história do Leicester de Ranieri ficará marcada para sempre, como a maior façanha da história moderna do futebol, e jamais será esquecida.


Tecnologia do Blogger.