Feyenoord bateu o PSV para ficar mais perto da taça



O Feyenoord segue em sua longa caminhada, na tentativa de conquistar o seu primeiro título da Eredivisie desde 1999. Embora o Ajax venha atuando em ótimo nível, e tenha ganho todos os sete jogos que jogou em 2017, o time de Rotterdam soma uma bela pontuação, e se candidata muito a receber a taça. A equipe de Giovanni Van Bronckhorst ganhou seus últimos 10 jogos da Eredivisie, mantendo cinco pontos de diferença com relação ao time de Peter Bosz, que divide atenção com a tentativa de chegar às quartas-de-final da Liga Europa. Podendo voltar a conquistar ua taça continental, o Ajax poderá priorizar o torneio continental, o que poderia facilitar o trabalho do Feyenoord.

O PSV vinha um pouco mais atrás na tabela, com uma quantidade excessiva de empates durante toda a temporada. Neste sentido, a visita dos comandados de Cocu ao De Kuip era um compromisso vital para as aspirações ao título. Mas, o time de Eindhoven encontrou um Feyenoord que soube usar as suas melhores virtudes, para vencer por 2 a 1, e seguir forte na luta pela taça.

Intenso desde o início do jogo, o Feyenoord pressionou o PSV a partir de combinações pelo lado esquerdo, que conta com Elia e Kongolo muito entrosados. Em um destes lances, Kongolo cruzou e encontrou Toornstra, que apareceu de surpresa na área para marcar o 1 a 0 . Com o placar a favor, o Feyenoord, também mostrou sua solidez defensiva, controlando bem as ações.

Entretanto, o início do segundo tempo voltou a contar com o domínio do Feyenoord, que até nem tinha aposse. Mas, o PSV, que monopolizou a posse, mas carecia de profundidade, superou as suas debilidades, e chegou a empatar com Gastón Pereiro, aos 62 minutos. No entanto, um gol de Jan-Arie van der Heijden, aos 82 minutos, confirmou os três pontos para o Feyenoord, que tem a sua melhor chance de acabar com este incômodo jejum.
Tecnologia do Blogger.