Juventus vence o dérbi contra a Inter

Imagem: Espn FC


Por tudo que envolve, o Derbi D'italia tem uma importância ímpar para o contexto do futebol italiano. Em uma temporada onde a Juventus dispara na ponta novamente, e o Milan volta a decepcionar, o duelo tem peso ainda maior. A Internazionale vinha em grande sequência desde que Pioli assumiu o time, no final do ano passado, enfileirando vitórias seguidas, e perto de encostar na Roma e no Napoli, podendo brigar por um lugar na Champions League 2017-2018. Neste sentido, a derrota dos neruazzurris para a Juve neste Domingo, com gol de Cuadrado, foi ruim, mas dado o contexto, ela pode ser ponderada.

A Internazionale tinha tido a sua sequência de vitórias seguidas quebrada pela Lazio, que a venceu e eliminou da Coppa Italia, última chance de título para o clube na temporada. Talvez, uma derrota até para se lamentar mais do que esta para a Juventus, já que a Veccia Signora hoje é favorita contra qualquer time na Itália, e contra quase todos os times da Europa, ainda mais jogando em casa. Contudo, a Inter fez frente à Juve, com seu ataque causando muito transtorno ao ótimo sistema defensivo bianconero, especialmente por conta dos desequilíbrios trazidos por João Mario e Icardi.


Sim, a Juve também era perigosa na frente, e foi melhor durante os 90 minutos, de um excelente jogo de futebol, praticado em grande nível. Dybala, sempre perigoso, causava temor à defesa inteirista, apesar de toda a segurança do 3-4-3 de Pioli, que tinha Murillo, Medel e Miranda na zaga. A Juventus também já se utilizou de sistemas com três zagueiros, mas hoje o 4-2-3-1 parece ter engatado melhor com as peças do elenco. O novo sistema dá as condições ideais para Allegri mandar ao campo o trio de atacantes, formado por Mandzukic, Dybala e Higuaín, e especialmente encaixar Cuadrado, autor do golaço que deu a vitória à Juve neste Dérbi.

A Juventus segue nadando de braçadas, e parece que o hexacampeonato italiano é só uma questão de tempo. A Inter, contudo, não tem motivos para se desesperar. Poderá focar só no italiano, já eliminada da Coppa Italia e da Liga Europa, e tem tudo alcançar uma vaga nas competições da UEFA, embora a Champions ainda seja uma meta complicada.



Ficha Técnica:

Escalações:

Juventus: (4-2-3-1): 1 Buffon; 26 Lichtsteiner (23 Dani Alves 80'), 19 Bonucci, 3 Chiellini, 12 Alex Sandro; 5 Pjanic, 6 Khedira; 7 Cuadrado (8 Marchisio 70'), 21 Dybala (24 Rugani 84'), 17 Mandzukic; 9 Higuaín
Treinador: Massimiliano Allegri


Internazionale: (3-4-2-1): 1 Handanovic; 24 Murillo, 17 Medel, 25 Miranda; 87 Candreva (23 Éder 58'), 5 Gagliardini, 77 Brozovic (7 Kondogbia 58'), 33 D'Ambrosio; 6 João Mário (8 Palacio 79'), 44 Perisic; 9 Icardi
Treinador: Stefano Pioli

Gol: Cuadrado 45'

Arbitragem: Nicola Rizzoli; Di Fiore e Manganelli; Barbirati; Orsato e Mazzoleni


Tecnologia do Blogger.