Grandes Times: o Celtic de 1965-1969

Grandes Times: o Celtic de 1965-1969



Grandes Times: o Celtic de 1965-1969


*Confira toda semana a seção Grandes Times, aqui no futeboleuropeu.com.br. Cada semana, um grande time para você!


A temporada 1966-1967 da Copa dos Campeões ficaria marcada pela trajetória de um dos maiores times da História do Futebol Mundial. O Futebol escocês foi historicamente dominado pelos times de Glasgow: os Gigantes Celtic e Rangers. Mas em 1965, as coisas não eram bem assim. Até então, o Rangers dominava o futebol Local, enquanto o Celtic amargava um jejum de Títulos. Entre 1926 e 1965, o Celtic havia conquistado apenas Três taças, enquanto o Rangers havia ganho 26 Troféus. Mas a partir deste ano, o maior time da História do Celtic começaria a mudar esta História. Por ironia do destino este time seria montado pelo Técnico Protestante Jock Stein, mesmo sendo o Celtic um clube com raízes Católicas. Ele implantou a sua filosofia de jogo bonito e ofensivo no Clube, e com um Esquema ofensivo, um 4-2-4, apostando basicamente em jogadores locais, nascidos em Glasgow e arredores, Stein Montou um dos maiores times da História do Futebol Mundial.


Já em 1965, o Celtic foi Campeão da Copa da Escócia, vencendo por 3 X 2 o Dunfermline Athletic na final, e na temporada 1965-1966, o time de craques como Gemmell, McNeill, Clark, Chalmers, Johnstone, Lennox e Auld seria Campeão Escocês, com uma campanha irepreensível : 27 vitórias, três empates e quatro reveses, marcando 106 gols e sofrendo apenas 30 tentos. O título Nacional deu ao Celtic uma vaga na Copa dos Campeões, onde mais um grande capítulo na História do clube seria Escrito.


O Celtic estreou na Liga dos Campeões 1966/67 contra o Zürich, da Suíça. Em casa, os escoceses venceram por 2 a 0, gols de Gemmell e McBride. No jogo de volta, na Suíça,vitória novamente do Celtic, agora por 3 X 0, dois gols de Gemmell e um de Chalmers. Na fase seguinte, a vítima foi o Nantes da França: vitória por 3 X 1 fora de casa, com gols de McBride, Lennox e Chalmers e 3 a 1 em casa, com gols de Johnstone, Chalmers e Lennox. Nas quartas de final, o Celtic eliminou o Vojvodina, da Iugoslávia. Na ida, perdeu para os iugoslavos por 1 X 0 nos Balcãs. Na volta em Glasgow, um jogão: o Celtic vencia até o final por 1x0, com gol de Chalmers, o que levava o jogo para a prorrogação, mas conseguiu marcar o segundo tento aos 45 minutos do segundo tempo, com McNeill.

Na semifinal o adversário foi o Dukla Praga, da República Theca, que era um dos melhores times da época. O Celtic veneceu na Escócia por 3 X 1, com gols de Johnstone e Wallace (este marcou duas vezes). Na volta, os escoceses seguraram um empate sem gols e a vaga primeira final de Copa dos Campeões da História para um time Escocês. 

A final marcaria uma oposição de Estilos: a A Bicampeã Européia Internazionale e o seu Catenaccio de Helenio Herrera contra o Celtic, de um futebol eficiente, vistoso e bonito, sob a tutela de Jock Stein. A Inter era a favorita, mas seria surpreendida: o Celtic venceu por 2×1, de virada a Internazionale, com um gol de Chalmers faltando seis minutos para acabar a partida. Gemmell havia empatado a partida para o Celtic e Sandro Mazzola, de pênalti havia aberto o marcador para a Internazionale. Era o primeiro título da Copa dos Campeões por parte de uma Equipe Britânica.

Imagem


O Mundo aclamou a vitória do Futebol Ofensivo sobre  a retranca da Internazionale. Este time do Celtic ficou conhecido como "Leões de Lisboa”, pela Valentia e coragem como atuava. O Celtic, ainda venceu nesta mesma temporada 1966/67 o Campeonato Escocês, assim como faria por mais Três anos, totalizando assim um Pentacampeonato Nacional consecutivo (1965-1966, 1966-1967, 1967-1968, 1968-1969 e 1969-197). 



Time Base: Simpson; Craig, McNeill, Clark, Gemmell; Murdoch, Auld; Johnstone, Chalmers, Wallace, Lennox.

Tecnologia do Blogger.