[Especial] Tévez, 33 anos de muita raça e técnica




Um dos melhores jogadores de futebol do Século XXI, Carlo Alberto Martínez Tévez, o nosso Carlitos Tévez, faz aniversário neste dia 5 de fevereiro, completando 33 anos de idade. Um craque para se homenagear, em um dia como hoje e sempre.

Conhecido por juntar uma raça estupenda com a sua qualidade técnica espetacular, Tévez superou a infância difícil no subúrbio de Buenos Aires, e começou a carreira no Boca Juniors, onde na sua primeira passagem foi Campeão argentino e da Libertadores da América em 2003, além de ter ganho a Copa Sul-americana em 2003, ano em que também foi Campeão Olímpico com a Seleção argentina. Tão predestinado a vencer que era, marcou o seu primeiro gol como profissional em um jogo de Copa Libertadores, contra o Olimpia.




Em 2005 seguiu para o Corinthians, vendido por uma quantia recorde na época. No Parque São Jorge, Tévez marcou 46 gols em 78 jogos entre 2005 e 2006, conquistando o Campeonato Brasileiro de 2005, além do coração da Fiel, que o idolatra até os dias de hoje.

Na Europa, o primeiro clube de Tévez foi o West Ham. Foi uma passagem curta, mas muito boa, já que Carlitos ajudou os Hammers a escaparem do rebaixamento na Premier League 2006-2007, com vários gols e atuações históricas. Ainda em 2007, Tévez rumou para Manchester, onde defenderia primeiramente o lado vermelho da cidade.





No Manchester United, Tévez também virou ídolo da torcida. Conquistou com os Red Devils a Premier League 2007-2008, a Champions League 2007-2008, o Mundial de Clubes 2008, a Premier League 2008–2009 e a Copa da Liga 2008-09. Em 2008, Tévez marcou quatro gols em um mesmo jogo pela primeira vez na carreira, contra o Blackburn.




Em 2009, Tévez foi para o Manchester City. Se conquistou a parte vermelha da cidade, a Azul o idolatraria ainda mais. Chegou ao clube no início do investimento Árabe, e foi fundamental no seu crescimento. Logo na primeira temporada clássificou o City para a Liga Europa, e na Segunda, para a Champions League, sendo o primeiro Sul-americano a alcançar o posto de de Artilheiro da Premier League, na temporada 2010-2011. Neste mesmo 2011, se negou a entrar em uma partida do City na Champions League contra o Bayern, e foi afastado do elenco pelo técnico Roberto Mancini. Foi incorporado novamente ao elenco em 2012, a tempo de ajudar a equipe a conquistar a Premier League, quebrando um jejum que já durava anos. No total, Tévez marcou 73 gols e deu 37 assistências em 148 jogos com a camisa do Manchester City, conquistando 1 Premier League, 1 FA Cup e 1 Supercopa da Inglaterra.





Em 2013, Tévez foi para a Juventus. Na Veccia Signora, voltou a ser ídolo, e conquistou duas vezes o Campeonato Italiano, uma vez a Coppa Italia e uma Supercopa, além de ter levado a equipe até o histórico vice campeonato da UEFA Champions League 2015-2016, sendo um dos melhores jogadores da competição. Ao todo, marcou 50 gols e deu 20 assistências em 96 jogos com a camisa bianconera.

Tévez Deixou o clube italiano após a Final da Champions, e retornou ao Boca Juniors, seu clube de coração. Ajudou os xeneiezes a voltarem a conquistar o Campeonato Argentino depois de quatro anos de Jejum. No final de 2016, rumou para o futebol chinês, onde atualmente defende o Shanghai Shenhua.


Tecnologia do Blogger.