Defesa e o trio MSN levaram o Barcelona à final da Copa do Rei

Defesa e o trio MSN levaram o Barcelona à final da Copa do Rei


Já virou uma tradição. Mais uma vez o trio MSN conduziu o Barcelona à final da Copa do Rei, protagonizando um começo de ano espetacular nos mata-matas. As atuações da trinca contra Athletic Bilbao, Real Sociedad e Atlético de Madrid foram espetaculares, e ao lado da solidez do sistema defensivo, foram a chave para o sucesso, em uma temporada onde o meio-campo não tem brilhado tanto como em outros tempos.

Pela primeira vez em muito tempo, o Barcelona se vê sem nenhum integrante do trio Busquets, Xavi e Iniesta na meiuca. Se o segundo hoje atua no Al Saad do Catar, os outros dois estão voltando de lesão, e são esperanças para o decorrer da temporada. André Gomes e Rakitic ainda buscam um melhor momento, e Denis Suárez tenta se afirmar, algo que até já começa a acontecer. O próprio sistema atual blaugrana, não favorece de tudo os meio-campistas. Variando o 4-3-3 tradicional para um 4-2-3-1/4-4-2, Neymar mais tem sido um extremo, do que um ponta, e tem fechado por dentro com constância, tendo de se desdobrar para causar desequilíbrios no ataque. Suspenso, não atuou contra o Atlético de Madri nesta Terça, sendo substituído por Arda Turan. Com isto, coube a Messi e Suárez as funções de assisitir e marcar, e os dois fizeram isto, como sempre tem ocorrido.

Após vencer por 2 a 1 no Calderón, o Barcelona entrou em campo com uma boa vantagem para a volta desta semifinal contra o Atleti. A equipe de Simeone entrou pressionando o clube blaugrana, e fez sofrer a defensiva adversária. Neste sentido, a atuação de Umtiti foi fantástica. Melhor homem em campo, ele se mostra até aqui o melhor reforço do Barcelona para a temporada 2016-2017. Ao lado de Piqué, tem formado uma dupla muito segura, abrindo também a possibilidade de Mascherano atuar pelo meio, substituindo Busquets em diversas ocasiões.

Com as suas linhas espaçadas demais, o Barça dava muito espaço, e só de sorte que ao final do primeiro tempo, o Atlético foi cansando. Aos 42 minutos de jogo, Messi conduziu bem pelo meio, e chutou exigindo defesa complicada de Moyá, que espalmou a bola para onde estava Suárez. O uruguaio completou para o gol, resolvendo a equação que tem dado certo para o Barça até aqui.

No segundo tempo, o Atlético voltou pressionando, e poderia ter virado o jogo. Sim, teve um homem, expulso, mas também viu o Barça perder Sergi Roberto e Suárez por veerm o vermelho. O show de horrores da arbitragem ainda anulou um gol legal de Griezmann para o Atlético, e marcou um pênalti fantasma para o time colchonero, desperdiçado por Gameiro. O próprio Gameiro, na sequência, se redimiu igualando o marcador. O Atléti teve possibilidades para marcar novamente, mas acabou saindo de campo frustrado.

Esta será a quarta final consecutiva de Copa do Rei do Barça, e a sétima em 9 anos. Agora, o Barcelona aguarda a volta da outra semifinal, onde Alavés e Celta de Vigo empataram em 0 a 0 na ida. A final da Copa do Rei deve acontecer em maio, num Estádio neutro, em jogo único.


Tecnologia do Blogger.