Sevilla marcou no fim para encerrar invencibilidade do Real

Imagem: Bleacher Report


O Real Madrid fez um 2016 sensacional sob às ordens de Zidane, e até aqui, a temporada do clube merengue é ótima. O esquadrão madridista ostentava uma invencibilidade de 40 jogos, que uma hora seria quebrada. E que bom, que o foi por um Sevilla que mais uma vez deu aula, jogando bom futebol, com posse, intensidade e verticalidade.

No começo da temporada, o diretor esportivo blanquirojo Ramón Rodríguez Verdejo, o "Monchi", montou um grande elenco, com peças de grande versatilidade. Assim, o técnico argentino Jorge Sampaoli tem todas as condições de alterar o sistema de jogo da equipe de um jogo para o outro, dentro de uma mesma partida, e acima de tudo, rodar o elenco. Com esta fórmula, o Sevilla é o vice-líder do Campeonato espanhol no momento, se coloca entre Real Madrid e Barcelona, e pode sim brigar pelo título na reta final da competição.

No momento, o Sevilla tem a segunda maior média de posse de bola (57,3%) do espanholão, atrás apenas do Barcelona (62,5%), equipe que acabou o derrotando. Contudo, os andaluzes já bateram Atlético e Real, mostrando a sua força, e acima de tudo, a força do seu estilo de jogo.

Neste domingo, o Real de Zinédine Zidane foi ao campo em um 3-5-2, que virava 5-3-2 sem a bola. Neste sentido, Sampaoli agiu rápido, e controlou bem as ações dorival, que poderiam ser surpresas. Com um gol contra de Sergio Ramos e um tento de Jovetic nos minutos finais, a vitória do time andaluz veio, quebrando a marca histórica dos merengues, e mostrando que o trabalho do atual tricampeão da Europa League, já chega em outro patamar.


Tecnologia do Blogger.