Últimas notícias

Últimas notícias

Grandes Times

Rivalidades

História





No meio do ano de 2009, a Europa assistia o começo de uma importante mudança em seu futebol. A Copa da UEFA passava a se chamar Liga Europa, modernizando a segunda competição mais importante em nível continental do futebol europeu. O novo formato se transformou logo em sucesso, que rende frutos até hoje.

Eliminado ainda na fase de grupos da UEFA Champions League, o Atlético de Madrid aproveitou bem a sua segunda chance européia, quando entrou no mata-mata da Liga Europa. Com um 3 a 2 no agregado, começou a competição eliminando os turcos do Galatasaray, e na sequência, contou com os gols marcados fora de casa (algo que se tornaria marca da campanha), para eliminar o Sporting, empatando em 2 a 2 no Alvalade, e em 0  a 0 no Calderón.


Nas quartas de final, veio o duelo espanhol contra o Valencia. Após empate em 2 a 2 no Mestalla, o 0  a 0 no Calderón deu a vaga na etapa seguinte, graças ao saldo qualificado. Também pelos gols fora, veio a vaga na decisão. O time colchonero perdeu para o Liverpool por 2 a 1 em Anfield, mas venceu em Madri por 1 a 0.


A decisão aconteceu na HSH Nordbank Arena, em Hamburgo, que recebeu mais de 49 mil pessoas. Por pouco, o time da casa não chegou na decisão, mas acabou eliminado pelo supreendente Fulham nas semifinais. O time inglês espantou a Europa eliminando também a Juventus nas oitavas de final, e bateu de frente com o Atlético nesta grande decisão.


Diego Forlán colocou o Atlético em vantagem, pouco depois dos 30 minutos de jogo, mas o Fulham chegou ao empate na sequência, com um gol de Simon Davies. O jogo foi para a prorrogação, onde Forlán, foi o herói, e balançou as redes novamente, para dar a taça ao Atlético.



Ficha Técnica

Atlético de Madrid 2x1 Fulham

Escalações:

Atlético de Madrid: De Gea; Ujfalusi, Perea, Dominguez e António López; Paulo Assunção, Raúl García, Reyes (Sálvio) e Simão (Jurado); Forlán e Agüero. Técnico: Quique Sánchez Flores.

Fulham: Scwarzer; Baird, Hughes, Hengeland e Konchensky; Duff (Nevland), Etuhu, Murphy e Davies; Gera e Zamora (Dempsey). Técnico: Roy Hodgson

Gols: Forlán (2x) para o Atlético; Davies para o Fulham

Local: Arena Hamburg, em Hamburgo (Alemanha)
Árbitro: Itália Nicola Rizzoli


«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Post a Comment


Top