Golaço de Higuaín deu a vitória à Juventus contra a Roma


Foto: ESPN FC


A Juventus, na prática, parece não ter adversário na Itália. Em um jogo, pontualmente, alguém pode até encarar a Veccia Signora. Em um campeonato inteiro, não. Contra a Roma, neste Sábado, o esquadrão bianconero encarou uma verdadeira final. Por mais que a Roma tenha feito um bom jogo, não conseguiu segurar a líder do Campeonato italiano, que venceu por 1 a 0, com gol de Higuaín, e disparou na ponta. É a quarta vitória consecutiva na temporada, e a Juventus segue com ainda mais condições de sonhar com o hexacampeonato inédito.

A Juventus começou melhor a partida. Com muita intensidade, presionou a saída de bola da Roma, elevando muito o ritmo do jogo. A Roma atuava com Nainggolan livre, e Gerson pela direita. O brasileiro era na realidade um ala, já que Rudiger cobria o seetor direito, e tinha uma liberdade muito boa para apoiar, bem contida pela marcação bianconera.

Assim, a Juventus neutralizou o perigo visitante. Em especial, manteve Edin Dzeko neutralizado pelo excelente trabalho dos zagueiros. Daniele Rugani teve uma atuação exuberante, mostrando que hoje está em um nível bem próximo do de Barzagli, Bonucci e Chiellini.

Aos poucos, a Juventus soube também fechar o raio de ação de Nainggolan, principal arma da Roma nos últimos jogos, e em contrapartida, conseguiu trapalhar bem entre as linhas, especialmente com Higuaín.

Contratado por 94 milhões de euros, o "Pipita", com um golaço, deu a vitória à Juve. Se sua contratação foi para resolver jogos assim, a missão está sendo bem cumprida.

Na segunda etapa, Luciano Spalletti colocou Salah rm campo, no lugar de Gerson. A entrada do egípcio, que voltava de lesão, pouco teve efeito. Em contrapartida, Allegri perdeu Pjanic, lesionado, e mudou o sistema da Juve para um 4-4-2, com duas linhas assimétricas.

Por mais que a Roma rondasse muito a área bianconera, a Juve sabia espantar bem os ataques, e Buffon fazia meras intervenções. Além disto, a Juventus até encaixava os seus contra-ataques, e parecia mais perto de alcançar o segundo gol, do que de sofrer o empate.

Com o resultado, a Juventus chegou a sua 25ª vitória consecutiva pelo Campeonato Italiano no Juventus Stadium, mesmo número de vitórias que estabeleceu em 2014. O recorde tambem é o maior de um clube italiano.
Tecnologia do Blogger.