A Tragédia de Heysel: um dos episódios mais tristes da história do futebol





A UEFA Champions League é o maior torneio Interclubes do planeta. Mas nem tudo são flores em sua História. A página mais triste na história da competição foi escrita com o sangue de muitos torcedores, no dia 29 de maio de 1985, em um dos piores episódios da História do Futebol: A Tragédia de Heysel.


A Final da Taça dos Campeões de 1985 seria decidida entre Liverpool e Juventus, no então Estádio de Heysel, em Bruxelas, na Bélgica. A partida preocupava as autoridades locais, que designaram mais de 1500 policiais para tentar conter a Fúria dos hooligans ingleses, que viviam o auge de sua selvageria. Todo o cuidado foi pouco. Primeiro, a polícia local estava totalmente despreparada para este tipo de tarefa. E segundo, o Estádio de Heysel estava sem manutenção há muito tempo, e parte dele já caía aos pedaços.


Minutos antes da partida começar, torcedores hooligans do Liverpool quebraram as grades que separavam as duas torcidas, e avançaram contra os apoiadores da Juventus. A torcida bianconera, conhecedora da fúria dos adeptos dos Reds, correu em direção a um muro de concreto. Alguns conseguiram escapar por cima do muro, mas outros foram esmagados contra ele.

Um total de 600 torcedores ficaram feridos e 39 fãs, a maioria da Juve, morreram. O atendimento às vítimas não era necessariamente o adequado e italianos, revoltados, se digladiavam com a polícia, tentando ir confrontar os ingleses. Mesmo assim a partida começou, e se desenvolveu normalmente dentro do campo. A Juventus venceu esta final por 1 x 0, com gol de Platini.

Dois dias após a tragédia de Heysel, a FA retirou todos os clubes ingleses das competições europeias por doze meses. Dois dias depois, a UEFA impôs uma proibição por tempo indeterminado na participação de clubes da Inglaterra em suas competições. Em 20 de junho, a UEFA anunciou que o Liverpool seria proibido por três anos de participar da Liga dos Campeões. Ela também condenou a Juventus à jogar seus próximos dois jogos na taça dos Campeões com os portões fechados, e proibiu a Bélgica de sediar finais europeias por dez anos.

Antes do Liverpool chegar à final 1985, as equipes inglesas haviam vencido sete dos oito títulos europeus anteriores. Um dos maiores prejudicados pela suspensão foi o maior rival do Liverpool, o Everton,que havia sido campeão Inglês em 1985, e era um dos principais favoritos a vencer o torneio na temporada 1985-1986. Em um longo processo que percorreu quatro anos, 25 torcedores acabaram presos.


Quatro anos depois, um outro terrível desastre envolvendo o Liverpool aconteceu: em partida entre os Reds e o Nottingham Forest, pela Semi-final da FA Cup 1988-1989, no Estádio Hillsborough, 96 torcedores do Liverpool morreram pisoteados e outros 766 ficaram feridos. O Estadio Hillsborough era um dos poucos da Inglaterra considerados aptos a receber jogos de grande porte, mas devido a superlotação de um dos setores, onde cabiam 1.600 pessoas, e 3.000 adentraram no Espaço, o desastre, um dos maiores da História do Futebol, aconteceu. Mais uma vez, o despreparo da Polícia, que demorou para ajudar nos socorros dos Feridos e permitiu a entrada excedente de pessoas, influenciou no acontecimento.


Após estas tragédias todas, o Futebol Inglês teve de se reformular, e reformar os seus Estádios. A necessidade de arrecadação, fez a ideia de uma Liga Independente ser aquecida, e  a partir daí, surgiu no começo da Década de 1990 a Premier League. O Estádio de Heysel também passou por grandes reformas, e foi reinaugurado em 1994, ,renomeado com Stade Roi Baudouin. Os clubes Ingleses retornariam mais tarde à UEFA Champions League, e voltariam a vencer a Competição em 1999, com o Manchester United. Posteriormente, o Liverpool voltaria a ser Campeão em 2005, o United ganharia novamente em 2008 e o Chelsea conquistaria seu primeiro Título em 2012.
Tecnologia do Blogger.