Cristiano Ronaldo se despediu do Calderón com Hat-trick

Foto:
Imagem: Marca




Tivemos neste Sábado, aquele que provavelmente foi o último dérbi madrilenho da história do Estádio Vicente Calderón. E a provável despedida do Atlético de seu estádio do jogo contra o maior rival, não foi nem de longe como o torcedor colchonero gostaria. A equipe acabou goleada pelo Real Madrid por 3 a 0. Mesmo com vários desfalques, o Real teve uma atuação em ótimo nível, e contou com mais um hat-trick de Cristiano Ronaldo.

O Atlético de Madri viu o Real dominar o dérbi madrilenho por mais de uma década, mas nos últimos anos, após a chegada de Diego Simeone ao Calderón, voltou a equilibrar o duelo, que hoje é um dos mais aguardados do planeta. Neste Sábado, não foi diferente. O mundo do futebol parou para ver um Real no 4-4-2 variando para o 4-1-4-1, mais cauteloso, espelhando o rival, e não o deixando jogar. Kovacic foi o primeiro homem na frente da zaga, com Modric e Isco nas meias, e Bale e Lucas Vazquez se revezando entre os lados e o meio. Cristiano Ronaldo era o "9". CR7 não é o cara para jogar de costas para o gols, mas é tão bom que até em uma posição alternativa faz a diferença.

Jogando assim, o Real Madrid foi melhor durante todo o primeiro tempo, abriu o placar com um gol de Cristiano Ronaldo, cobrando falta que desviou na barreira. Se o gol do Real veio com um pouco de sorte, a vitória era fruto de uma atuação muito boa. Isco era o destaque individual, em um time onde era difícil apontar alguém destoando negativamente. O Atlético só conseguiu ser superior nos 10 primeiros minutos do segundo tempo. Simeone claramente arrumou o seu time, sacando Fernando Torres e Gabi para as entradas de Gameiro e Ángel Correa. Contudo, aos poucos Zidane reabilitou o seu time, que na sequência definiu o placar.

Ainda antes da meia hora de jogo na segunda etapa, Cristiano Ronaldo ampliou cobrando um pênalti, cavado por ele mesmo. Pouco depois, após ótimo lançamento de Isco, Bale fez grande jogada e tocou para CR7 só escorar para as redes. Com o hat-trick, Cristiano chegou aos 18 gols no dérbi madrilenho,superando a marca histórica de Di Stéfano, então maior artilheiro da história do confronto. O Atlético até foi para cima, tentando buscar um milagroso empate, mas sem êxito.

No fim, o Real Madrid conquistou uma vitória para lá de importante, já que chega aos 30 pontos, quatro a mais com relação ao vice-líder Barcelona, que tropeçou no Málaga, ficando no 0 a 0 em casa nesta rodada. Pode chegar bem na frente, no importante El Clásico do Camp Nou, marcado para 3 de dezembro.

Já o Atlético, por sua vez, tem agora nove pontos a menos que o Real Madrid, e fica distante da luta pelo título. A força que o time Colchonero tem feito para lutar pela taça nas últimas três temporadas é enorme, e a força parece ter acabado. A disputa desta vez, deverá ser pelo terceiro lugar com o Sevilla, que vem muito forte nas mãos de Jorge Sampaoli. Esta foi uma derrota para fazer Simeone repensar suas estratégias, e o Calderón começar a se despedir com lágrimas.


Tecnologia do Blogger.