Últimas notícias

Últimas notícias

Champions League

Liga Europa

História

Copa da UEFA 2008/09: a consagração do Shakhtar

A última edição da Copa da UEFA, teve uma final especial. Shakhtar Donetsk e Werder Bremen protagonizaram um jogão no Estádio Şükrü Saracoğlu, em Istambul, com os ucranianos levando a melhor, e se tornando a 25º equipe a conquistar a competição, que na temporada seguinte, passaria a se chamar UEFA Europa League.

Como é comum acontecer, os dois finalistas da Copa da UEFA 2008/09 vieram da UEFA Champions League. A melhor equipe da fase de grupos desta Copa da UEFA, havia sido o CSKA Moscou, que acabou eliminado pelo próprio Shakhtar nas Oitavas de final. Antes, os mineiros de Donetsk haviam passado pelo Tottenham no primeiro mata-mata, já dando mostras de sua força. Ainda passou pelo Olympique de Marseille nas quartas, antes de eliminar o Dínamo de Kiev nas semifinais. A equipe da capital ucraniana havia eliminado o Paris Saint-Germain nas quartas, e o confronto tinha tudo para ser um jogão.

E a eliminatória correspondeu as expectativas. Shakhtar e Dínamo fazem o grande dérbi da Ucrânia, em um jogo sempre cheio de rivalidade. A ida terminou empatada em 1x1. Na volta, o Shakhtar venceu por 2x1, e com o 3x2 agregado, alcançou a final.

No outro lado da chave, o Werder Bremen foi comendo pelas beiradas, até alcançar a decisão. Eliminou o Milan no primeiro mata-mata, empatando em 1x1 na Alemanha e em 2x2 na Itália, para passar graças ao saldo qualificado. Ainda deixou para trás os franceses do Saint-Étienne, antes de eliminar nas quartas a Udinese, algoz do então atual campeão Zenit. Nas semifinais, o Bremen também encontrou o seu grande rival local: o Hamburgo. Mesmo a derrota por 1x0 na ida não abateu em nada os papagaios, que venceram a volta por 3x2, e chegaram na grande final.

A decisão, em Istambul, foi digna de um grande espetáculo. O Werder não contava com o brasileiro Diego e o português Hugo Almeida, ambos suspensos. O Shakhtar começou melhor a partida, e abriu o placar aos 25 minutos de jogo, com um gol de Luiz Adriano do falta, e contando com uma ajudinha do goleiro Andriy Pyatov.

Sem gols na segunda etapa, o jogo foi para a prorrogação. Aos sete minutos do tempo extra, o brasileiro Jadson voltou a colocar o Shakhtar na frente do marcador, completando para as redes um cruzamento rasteiro de Darijo Srna. A equipe da Ucrânia segurou bem a vantagem, e pode levar a primeira grande taça internacional para o país que se tornou independente após o fim da União Soviética, no começo dos anos 90.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Post a Comment


Top