Últimas notícias

Últimas notícias

Champions League

Liga Europa

História




Chegou a hora! Depois de quase 7 anos de espera, o Brasil irá receber s Jogos Olímpicos, e o Futebol Feminino é quem dá o pontapé nas disputas do maior evento esportivo do planeta. Três seleções européias estarão na disputa: Alemanha, França e Suécia. As três, já foram abordadas em matérias especiais, que você confere nos Links abaixo, assim como as suas principais adversárias na luta por um lugar no pódio, os EUA e o Brasil. Além das cinco equipes, mais sete seleções também vem ao Brasil tentando buscar medalhas, ou ao menos fazer um bom papel, e nós detalhamos cada uma abaixo.



Lembrando que o Futebol não será disputado apenas no Rio, e terá partidas também em São Paulo Salvador, Brasília, Belo Horizonte e Manaus. O torneio feminino contará com 12 seleções divididas nos três seguintes grupos:

Grupo E

Brasil
Suécia
China
África do Sul

Grupo F

Alemanha
Canadá
Austrália
Zimbábue

Grupo G

EUA
França
Colômbia
Nova Zelândia



Confira abaixo o Perfil das 12 Seleções:

As favoritas:


Brasil - Hora de fazer história
EUA: em busca do inédito Tetra
Suécia: em busca da primeira medalha olímpica
Alemanha: em busca do ouro inédito
França: tentando se afirmar como potência



As demais seleções:


África do Sul


A África do Sul participará do Torneio Olímpico de Futebol Feminino pela segunda vez na história, depois de estrear em Londres 2012. Naquela ocasião, o país acabou derrotado por Suécia e Canadá, mas conseguiu arrancar um 0x0 contra o Japão, de maneira surpreendente.

Para chegar no Rio 2016, a África do Sul eliminou o Gabão, o Quênia e a Guiné Equatorial no qualificatório africano. Treinada pela holandesa Vera Pauw desde 2014, a equipe vem crescendo de produção, e tem em Roxanne Barker a sua principal referência em campo.

Lista de convocadas:

Goleiras: Roxanne Barker e Andile Dlamini
Defensoras: Noko Matlou, Lebohang Ramalepe, Janine Van Wyk, Bambanani Mbane e Nothando Vilakazi
Meio-campistas: Stephanie Malherbe, Linda Motlhalo, Robyn Moodaly, Leandra Smeda, Mamello Makhabane, Amanda Dlamini, Refiloe Jane e Mpumi Nyandeni
Atacantes: Shiwe Nogwanya, Sanah Mollo e Jermaine Seoposenwe


China


A China volta a disputar o torneio olímpico de futebol feminino, depois da ausência em Londres 2012. Treinada pelo  francês Bruno Bini, o time chinês chegou em 2° no pré-olímpico asiático, tirando a vaga da poderosa seleção japonesa.


O principal desfalque da China para os Jogos Olímpicos é o da goleira Wang Fei, que se aposentou da seleção. A sua substituta Zhao Lina, contudo, ven rendendo bem. O grande destaque da equipe, contudo, é a meia Wang Shuang. A esperança de gols, fica para a atacante Ma Xiaoxu.


Lista de convocadas:

Goleiras: Lina Zhao e Yue Zhang
Defensoras: Chen Gao, Shanshan Liu, Haiyan Wu, Rong Zhao, Jiao Xue e Dongna Li
Meio-campistas: Ying Li, Ruyin Tan, Fengyue Pang, Man Yang e Rui Zhang
Atacantes: Li Yang, Shanshan Wang, Yasha Gu, Xiaoxu Ma e Shuang Wang



Canadá

O Canadá conquistou a medalha de bronze nas Olimpíadas de Londres em 2012. No Rio 2016, a Seleção treinada pelo inglês John Herdman, tenta repetir o feito, ou quem sabe chegar em uma sonhada final.

A grande estrela da seleção canadense segue sendo a craque Christine Sinclair, mas outras jogadoras já despontam bem. A principal delas é Kadeisha Buchanan, revelação da Copa do Mundo 2015, e que com apenas 20 anos já é uma das melhores zagueiras do planeta.

Lista de convocadas:

Goleiras: Stephanie Labbe e Sabrina D'Angelo
Defensoras: Shelina Zadorsky, Rhian Wilkinson, Ashley Lawrence, Allysha Chapman, Kadeisha Buchanan e Josee Belanger
Meio-campistas: Rebecca Quinn, Sophie Schmidt, Diana Matheson, Desiree Scott e Jessie Fleming

Atacantes: Janine Beckie, Melissa Tancredi, Christine Sinclair, Deanne Rose e Nichelle Prince.


Austrália

Depois de chegar nas quartas-de-final de Copa do Mundo em 2015, quando eliminou o Brasil a Austrália foi campeã do pré-olímpico asiático, e chega bem gabaritada ao torneio de futebol feminino do Rio 2016.

A capitã e artilheira Lisa De Vanna é a principal referência de um elenco que ainda conta com várias outras peças de qualidade, como as meias Katrina Gorry e Emily van Egmond.



Lista de convocadas:

Goleiras: Lydia Willians e Mackenzie Arnold
Defensoras: Clare Polkinghorne, Steph Catley, Laura Alleway, Alanna Kennedy e Ellie Carpente
Meio-campistas: Emily Van Egmond, Tameka Butt, Elise Kellond-Knight, Katrina Gorry e Chloe Logarzo
Atacantes: Michelle Heyman, Larissa Crummer, Lisa de Vanna, Kyah Simon, Caitlin Foord e Samantha Kerr.



Nova Zelândia


A Nova Zelândia vem para a sua 3º Olimpíada consecutiva no Rio 2016, mostrando a ampla supremacia que tem na Oceania. A vaga veio com extrema tranquilidade nos playoffs contra a Papua Nova Guiné, campeã dos Jogos do Pacífico.

A defesa neozelandesa é o grande destaque da equipe, e costuma sofrer poucos gols. O grande problema está na hora de atacar. Marcando poucos gols, dificilmente o selecionado consegue algum destaque fora da Oceania. A expectativa neste Grupo do torneio olímpico de futebol feminino é disputar a 3º colocação da Chave com a Colômbia, e quem sabe tentar avançar para as quartas de final, como um dos dois melhores terceiros colocados.

Lista de convocadas:

Goleiras: Erin Nayler e Rebecca Rolls
Defensoras: Ali Riley, Ria Percival, Abby Erceg, Anna Green, Rebekah Stott e Meikayla Moore
Meio-campistas: Katie Duncan, Annalie Longo, Kirsty Yallop, Katie Bowen e Betsy Hassett
Atacantes: Sarah Gregorius, Rosie White, Jasmine Pereira, Hannah Wilkinson e Amber Hearn


Colômbia




A Colômbia vem para a sua 2º participação nos Jogos olímpicos. Em Londres-2012, as "Meninas Superpoderosas", como são apelidadas, terminaram na última posição do Grupo G, com derrotas nos três jogos contra Estados Unidos, França e Coréia do Norte. A equipe irá reencontrar no Rio os dois primeiros rivais, só que ao invés de enfrentar as norte-coreanas, terá as neozelandesas pelo caminho.

A vaga no Rio 2016 veio após a equipe ser vice-campeã da Copa América Feminina 2014, disputada no Equador. Com 100% de aproveitamento na primeira, fase, o time bateu as donas da casa e empatou com Brasil e Argentina no quadrangular final.

Na Copa do Mundo 2015, disputada no Canadá, mais uma grande campanha. As colombianas derrotaram a França na fase de grupos, e só caíram nas Oitavas de final, dificultando muito a vida dos EUA na derrota por 2x0. Ainda em 2015, a Colômbia foi medalhista de prata nos Jogos panamericanos, perdendo a decisão para o Brasil, por 3x0.

Sem a atacante Yoreli Rincon, que se machucou no meio do ano, a versátil meia Ospina e a capitão Natalia Gaitan são as principais referências da equipe comandada pelo competente Fabián Felipe Taborda, que desde 2012 vem promovendo uma ampla evolução no futebol feminino do país. A expectativa é de que a equipe brigue com a Nova Zelândia para terminar ao menos no 3º lugar do grupo, lutando por uma inédita vaga nas quartas de final


Lista de convocadas:

Goleiras: Sandra Sepúlveda e Catalina Perez
Defensoras: Isabella Etcheverri, Liana Salazar, Mildrey Pineda, Orianica Velásquez, Ángela Clavijo e Nataly Árias
Meio-campistas: Carolina Arbelaez, Natalia Gaitán, Diana Ospina, Leicy Santos, Catalina Usme e Tatiana Ariza
Atacantes: Ingrid Vidal, Lady Andrade e Nigole Reginer



Zimbábue



O Zimbábue participará pela primeira vez de uma grande competição de futebol feminino fora da África. A equipe se assegurou nos Jogos Olímpicos Rio 2016 após eliminar Camarões, no confuso torneio de qualificação da África. As expectativas não são muito altas, e não protagonizar as mesmas goleadas sofridas pelas seleções africanas na Copa do Mundo 2015 parece ser o maior objetivo.

A seleção zimbabuana é treinada pelo local Shadreck Mlauzi. Chidi Dzingirai foi a principal jogadora da equipe no pré-olímpico.


Lista de convocadas:

Goleiras: Chido Dringirai e Lindiwe Magwede
Defensoras: Nobuhle Majika, Lynett Mutokuto, Eunice Chibanda e Shiela Makoto
Meio-campistas: Mavis Chirandu, Msipa Emmalulate, Rejoice Kapfumvuti, Daisy Kaitano, Talent Mandaza e Marjory Nyaumwe
Atacantes: Rudo Neshamba, Erina Jeke, Kudakwashe Basopo, Samkelisiwe Zulu, Rutendo Makore e Felistas Muzongondi

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Post a Comment


Top