Últimas notícias

Últimas notícias

Champions League

Liga Europa

História




Está começando uma das mais aguardadas Bundesligas do Século XXI. Sim, o Bayern segue como favorito ao título, mas o Borussia Dortmund parece altamente capacitado para disputar a taça, em condições de igualdade superiores as da já acirrada temporada passada. Um bloco aparece mais atrás, lutando pelas vagas restantes nas competições européias, e mais abaixo, a briga pelo rebaixamento tem tudo para ser muito quente.

Lutam por Título 


Bayern de Munique

Após o final da era de Pep Guardiola, Carlo Ancelotti tenta manter o Bayern no domínio do futebol alemão, e levar o clube ao inédito pentacampeonato. Seu retrospecto em Ligas nacionais não é tão bom (ao contrário do que acontece na Champions League), mas na Alemanha, ele terá uma chance de ouro para engrossar o seu cartel de taças. O Bayern não sofreu grandes perdas para a atual temporada, e ainda contratou o zagueiro Hummels e o meia Renato Sanches a peso de ouro, fortalecendo ainda mais um dos melhores, se não o melhor elenco de jogadores do futebol europeu.


Borussia Dortmund


O Borussia Dortmund gastou mais de 100 milhões de euros na janela de transferências, para poder novamente ser campeão nacional. As perdas de Hummels e Mikhitaryan quase não devem ser sentidas, tamanha a mobilidade do clube no mercado. O clube aurinegro buscou o retorno de Mario Götze, contratou o meia-atacante Andre Schürrle, os promissores Merino, Mor e Dembélé e o zagueiro Bartra, e ainda manteve peças-chave como Reus e Aubameyang, dando condições ao técnico Thomas Tuchel de executar um grande trabalho.


Lutam por vaga nas competições europeias



Bayer Leverkusen


Quatro clubes parecem brigar pela condição de 3º força. O Bayer Leverkusen foi quem ocupou esta condição na última temporada. Os aspirinas perderam o volante Kramer, que retornou de empréstimo para o Borussia Mönchengladbach. Em compensação, o clube buscou dois bons reforços: o zagueiro Dragovic e o atacante Volland. O artilheiro mexicano Javier Chicharito Hernandez também segue por lá, sendo garantia de gols. Medalhista de prata no Rio-2016, o meia Brandt, de 20 anos, é um dos principais candidatos ao título de revelação do campeonato.


Borussia Mönchengladbach



Já o Borussia Mönchengladbach até perdeu Granit Xhaka e Havard Nordtveit, sua dupla de volantes, mas repôs bem, com Kramer e Strobl, e ainda trouxe o zagueiro Vestergaard. Principais armas da equipe, Sommer, Christensen, Dahoud, Raffael, Thorgan Hazard e Stindl seguem formando uma interessante espinha dorsal, que tem tudo para manter os potros lutando pela vaga na Champions League.



Wolfsburg


Último campeão alemão fora da dupla Bayern de Munique-Borussia Dortmund, o Wolfsburg manteve a base da temporada passada, formada pelo goleiro Benaglio, o meia Draxler e o lateral esquerdo Ricardo Rodríguez, e ainda se reforçou com nomes interessantes, como Kuba, e Mario Gómez.


Schalke 04


O Schalke 04 até perdeu peças importantes como o zagueiro Matip, o volante Neustädter e o meia-atacante Leroy Sané, mas buscou bons reforços, como Coke, Naldo, Bentaleb e Embolo, além de manter Geis, Goretzka, Mayer e Huntelaar. Os azuis reais do técnico Markus Weinzierl, de boa passagem pelo Augsburg, tem tudo para se intrometer na luta por um lugar nas competições européias, recuperando o espaço que perderam na temporada passada.


Red Bull Leipzig


Apenas uma equipe parece ter capacidade para surpreender o Top-6: o recém ascendido Red Bull Leipzig. O clube segue a linha de futebol das demais filiais da Red Bull, mantendo um elenco jovem e a base que foi vice-campeã da 2.Bundesliga na temporada passada. Dois bons reforços chegaram nesta janela: o meio-campista Naby Keita (ex-Red Bull Salzburg) e o atacante Timo Werner (ex-Stuttgart). O RB parece tanto ter condições de lutar por um lugar na Liga Europa, quanto de correr o risco de rebaixamento. Ninguém sabe direito com uma equipe jovem, formada por jovens irá render em uma nova realidade, e a resposta só será dada com o decorrer do Campeonato.



Mainz 05


O Mainz 05 voltou a fazer história e se classificar para a Europa. Com uma grande temporada de jogadores como Malli, Jairo, Karius e Baumgartlinger, o time assegurou vaga na Europa League, e tentará repetir o feito nesta temporada. Se os dois últimos jogadores citados deixaram a equipe, Jairo e o artilheiro Malli seguem, trazendo boas expectativas. A principal contratação da temporada, foi a do meia  José Rodríguez, ex-Real Madrid e Galatasaray.



Coadjuvantes




Colônia



Depois de duas campanhas recentes bastante regulares, o Colônia manteve a sua base no sistema defensivo, com Horn, Sorensen, Maroh, Heintz, Hector e Mavraj, e trouxe reforços interessantes do meio para frente, como os meias Höger e Rausch e os atacante Rudnevs e Guirassy.


Augsburg



Em franca ascensão no cenário do futebol alemão, o Augsburg tenta voltar a disputar a Liga Europa, algo que aconteceu na temporada 2015/16. O time da Baviera perdeu  nesta janela o zagueiro Klavan e o técnico Markus Weinzierl. O novo comandante da equipe, será Dirk Schuster, que vem de um bom trabalho no Darmstadt 98. Para substituir Klavan, veio o promissor zagueiro Friedrich, ex-Schalke 04. Ainda chegaram o volante Kacar e o atacante Usami.



Ingolstadt


Mesmo sem encantar na sua primeira temporada em sua primeira temporada na elite, o Ingolstadt assegurou a sua permanência. Hasenhüttl fez um trabalho competente, e caberá a Markus Kauczinski executar o mesmo. O clube perdeu nesta janela os bons Özcan y Hübner, e tentou repor com algumas opções econômicas. A principal contratação foi a do goleiro dinamarquês Martin Hansen, destaque na temporada passada da Eredivisie.


Darmstadt 


O Darmstadt voltará a lutar pela sua permanência na elite, tal como aconteceu na temporada passada. Sem um grande poderio financeiro, o time acabou tendo algumas perdas na janela, em especial a do seu treinador Dirk Schuster. Desta vez, Norbert Meier terá a missão de comandar a equipe.


Hoffenheim


O Hoffenheim quase sempre gera alguma expectativa no começo de cada temporada, mas quase nunca cumpre aquilo que promete, e tem mais lutado para não cair do que por algo grande na Bundesliga. A principal esperança de uma boa campanha fica no talento do atacante chileno Eduardo Vargas.


Freiburg

De volta à Bundesliga, o Freiburg aposta na força do Mage Solar Stadion para se manter na elite. Sem um grande poderio financeiro, o clube pouco se movimentou na janela de transferências, no que diz respeito a qualificar o seu elenco.


Hamburgo


Depois de anos brigando contra o rebaixamento, o Hamburgo tenta voltar a ser grande. Para isto, o clube foi ao mercado, e se reforçou bem. Nesta janela, chegaram os meias Kostic e Alen Halilovic, além dos atacantes Wood e Waldschmidt. A base que devolveu a estabilidade ao clube na temporada passada também foi mantida.



Hertha Berlim


Depois de uma espetacular primeira parte do campeonato, o Hertha Berlim acabou sofrendo uma grande queda de rendimento no returno da temporada passada, e com isto acabou ficando para trás na tabela e sem a vaga na Champions, que parecia certa.. Duda e Allan foram as únicas contratações da equipe para esta temporada, o que a deixa com pinta de que não lutará por coisas grandes, ao menos que algo muito diferente aconteça.


Werder Bremen



Depois de recentes campanhas não muito boas, o Werder Bremen começa a temporada procurando primeiramente não piorar  o seu desempenho. A manutenção na elite sem sustos, parece o grande objetivo.



 Para quem tem conhecimento do idioma inglês, eu recomendo também o preview feito pelo site Who Sored, que pode funcionar como uma leitura complementar.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Post a Comment


Top