Dínamo Zagreb x Hadjuk Split: o Dérbi croata

Dínamo Zagreb x Hadjuk Split: o Dérbi croata



Se na época da Iugoslávia, a rivalidade entre croatas e Sérvios superava qualquer outra coisa, com a formação de novos países na região dos Balcãs, novos clássicos foram se formando, e outros se reinventando. Na Croácia, Dínamo Zagreb e Hadjuk Split fazem um dérbi que em nada deve para os enfrentamentos contra Estrela Vermelha e Partizan, nas décadas passadas.

O Dínamo Zagreb surgiu em 1945, como resultado da fusão do três principais clubes de Zagreb, o Gradanski, HAŠK e o Concordia. O Hajduk Split foi fundado ainda na década de 1920, e foi o principal clube croata na Era da Iugoslávia, tendo inclusive relações com o governo do ditador Marechal Tito, conhecido no Ocidente pela crueldade com a qual governava. Ao todo, o Split conquistou 9 títulos iugoslavo 4 taças da Copa da Iugoslávia, contra apenas quatro títulos nacionais e 7 Copas do Dínamo de Zagreb.

Contudo, após a independência da Croácia, em 1991, o Dinamo SDE Zagreb começou a mandar no país, especialmente após a criação da Liga croata. O clube contou com maior simpatia de opositores do governo, e após Franjo Tudjman assumir a presidência da nova pátria, se tornou o queridinho das autoridades. Por um pedido seu, o Dínamo mudou de nome para Croatia Zagreb, mas retornou ao nome original, por desejo da torcida. Os torcedores, aliás são dos grandes destaques do Dérbi. As maiores organizadas da Croácia são a Torcida, como e chamado o grupo de ultras do Hajduk e os Bad Blue Boys do Dínamo. O nome torcida é uma homenagem às massas brasileiras, feita por um croata que veio ao Brasil em 1950, durante a Copa do Mundo, e ficou encantado com a maneira apaixonada de torcer que encontrou em Estádios tupiniquins.

Desde a criação da Liga croata, o Dínamo Zagreb conquistou 13 Copas e 18 Campeonatos Croatas, sendo os últimos 11 de maneira consecutiva. Em contra partida, o Hadjuk Split conquistou apenas seis Copas e seis Campeonatos Croatas, e vive um jejum de mais de 10 anos sem ser campeão croata. Além disto, o Dínamo Zagreb tem o único título internacional importante de uma equipe croata: a Taça das Feiras, de 1957. O torneio é uma espécie de precursor da Copa da UEFA/Liga Europa.

O maior artilheiro da historia do Dérbi croata é Slaven Zambata, que marcou doze gols no enfrentamento quando defendia o Dínamo Zagreb nos anos de 1960.

Hoje, uma nova força tem se oposto mais ao Dínamo do que o Hadjuk: o Rjielka, que vem participando, e relativamente bem, de algumas competições da UEFA.
Tecnologia do Blogger.