Últimas notícias

Últimas notícias

Champions League

Liga Europa

História

Guia da Euro 216: Itália


A Euro 2016 já está rolando, e uma das perguntas mais frequentes quando nos aproximamos de torneios de grandes Seleções, é o motivo pelo qual a Itália joga com a sua camisa azul, e a Holanda de laranja, cores ausentes em suas respectivas bandeiras. Mesmo com a ausência da "Orange" no torneio que está sendo realizado na França, a pergunta sobre o uniforme italiano, certamente está sendo muito feita.

No caso da Itália, a idéia de país é algo historicamente recente. O uniforme que consagrou a seleção como a Squadra Azzurra ("Esquadra Azul") é uma homenagem aos escudo dos Savóias, antiga família real que unificou o país no século XIX. Desde então, o azul passou a ser a cor oficial da realeza italiana, embora na época do surgimento da primeira seleção italiana de futebol, nos anos de 1910, a cor do brasão imperial tenha sido trocada pelo branco, cor da primeira camisa italiana.

Somente nos anos de 1920, a Itália passou a usar o azul, em homenagem ao rei Victor Emmanuel 3º, líder importante na unificação da pátria. O uniforme deu sorte, e com ele a Itália foi campeã das Copas do Mundo de 1934 e 1938, além do torneio Olímpico de 1936.

Com isto, mesmo após a formação da República a camisa azul foi mantida. O ditador Benito Mussolini até tentou alterar a cor do uniforme para a do facismo, o preto, mas com medo de prejudicar a sua popularidade, deixou as coisas como estavam.

No caso da Holanda, a razão da opção pelo laranja é bem semelhante. O que nós conhecemos como Seleção holandesa, ou a "Laranja Mecânica", na realidade é o selecionado que representa a Federação Real de Futebol dos Países Baixos, e portanto não utiliza apenas as cores do país, e sim a tonalidade laranja, que simboliza a dinastia que governa a Monarquia dos Países Baixos, os Orange-Nassau.

Outras duas seleções que não utilizam cores de sua bandeira na camisa da seleção de futebol são as do Japão e da Venezuela. As cores da Federação Japonesa de Futebol são o branco e o azul. A equipe até chegou a usar o vermelho entre o final dos anos de 1980 e o começo dos anos de 1990, mas os resultados ruins a fizeram voltar ao azul tradicional, que lhes dá o nome de "Samurais azuis".

No caso da Venezuela, o vinho é a soma do vermelho, azul e amarelo da bandeira do país. A alternativa exótica se deu para que não fosse necessário escolher apenas uma das cores como predominante.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Post a Comment


Top