Últimas notícias

Últimas notícias

Champions League

Liga Europa

História



Está começando a temporada 2016-2017 da Liga Ucraniana, a famosa UPL. Com o país vivendo uma enorme crise econômica e política, a competição perde bastante, a começar pela ausência de duas importantes equipes. Mas ainda há motivos para ficar de olho.


Tradicional, o Metalist não teve a sua licença renovadas por falta de pagamentos e dívidas, assim como o Hoverla. Vale lembrar, que o Metallurg Zaporozhye já havia sido excluído pela Federação Ucraniana de futebol, pelos mesmos problemas, na metade da edição passada. Também por dividas, outro clube tradicional, o Karpaty, iniciará a competição com -6 pontos. Em contrapartida, apenas uma equipe subiu para a primeira divisão: o Zirka Kropyvnytskyi.


Com isto, os 12 participantes da Premier League ucraniana 2016-2017 serão: Dínamo de Kiev, Shakhtar Donetsk, Dnipro, Zorya Luhansk, Vorskla Poltava, Oleksandriya, Karpaty Lvev, Stal Dneprodzerzhinsk, Olimpik Donetsk, Chernomorets Odessa, Volyn Lutsk e Zirka.


Para conter os custos, além de reduzir o número de participantes, a Liga também alterou a fórmula de disputa. Agora, teremos uma primeira fase, onde as 12 equipes sobreviventes são divididas em dois grupos de eis participantes, que se enfrentam em turno e returno. Os 6 melhores se classificam para um hexagonal final, onde irão lutar pelo título, a vaga nas pré-eliminatórias da Champions League  e as vagas na Europa League. Os outros 6 disputarão outro hexagonal, onde os 2 piores serão rebaixados para a segundona.


Quem briga pela Taça?




Ninguém imagina que o título escapará de Dynamo e Shakhtar. Os dois tem se revezado na conquista do campeonato desde 1993. Uma semana atrás, as duas equipes decidirão a Supercopa da Ucrânia 2016. A partida disputada em Odessa teve igualdade em 1x1, com o Dínamo ficando com a taça na disputa por pênaltis. A equipe de Kiev larga como favorita, até pelas mudanças do Shakhtar.


Depois de anos, o Shakhtar Donetsk começa uma temporada sem o romeno Mircea Lucescu no comando. O novo técnico da equipe é o português Paulo Fonseca (ex-Braga). Contudo, ainda há muito do trabalho de Lucescu na equipe, em especial os brasileiros. O mais famoso, é Bernard. O ''menino com alegria nas pernas'' sobrevive a debandada, e vai tentando se reerguer, assim como o país onde hoje vive. Marlos, Taison, Eduardo da Silva, Dentinho, Ismaily, Wellinton Nem e Fred também seguem por lá.


Já o Dnipro, vice-campeão da Liga Europa 2014-2015, perdeu forças, reduziu investimentos, e dificilmente terá forças para incomodar, nesta corrida de dois cavalos.


Vale lembrar que o Dínamo de Kiev está classificado diretamente para a fase de grupos da Champions League como campeão ucraniano, enquanto o Shakhtar terá de disputar os playoffs para chegar lá.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Post a Comment


Top