Últimas notícias

Últimas notícias

Champions League

Liga Europa

História



José Mourinho foi apresentado nesta Terça-feira no Manchester United, e também deu a sua primeira entrevista coletiva. Como sempre, ele foi franco, e falou sobre diversos temas, como Rooney, Guardiola, Giggs e o Chelsea. 

Sobre o Manchester United: “Cheguei a um clube que é difícil de descrever. Não é um sonho, é a realidade. Todo treinador queria estar aqui, e eu estou. Quero ser campeão de tudo com este clube”.

Sobre a rivalidade com Pep Guardiola: "Não sou inimigo de Pep. Somos apenas adversários. Mas aqui será diferente. Na Itália, era uma corrida de três cavalos. Na Espanha, uma corrida de dois cavalos. Aqui, temos vários cavalos que podem chegar na frente, então a rivalidade não ficará focada em nós dois".

Sobre a falta de títulos: “Durante muitos anos, o Manchester United conquistou diversos títulos, mas nos últimos três, não foi bem assim. Terminar a Premier League no 4º lugar não é o objectivo. Há treinadores que ganharam o seu último título há dez anos [indiretamente, citou Arsène Wenger]. Mas este não é o meu caso”.

Sobre Wayne Rooney: "Rooney, como vários jogadores, mudou a sua característica com o passar dos anos. Comigo, talvez ele não jogue no ataque, mas também não será volante. Jogará perto do gol, como um meia atacante'".

Sobre o Chelsea: “Tenho respeito por todos os clubes, especialmente por aquele que foi a minha casa durante anos”.

Sobre Ryan Giggs: "Giggs queria ser o treinador do Manchester United, mas o clube quis me contratar. Ele poderia ter ficado como auxiliar, mas não quis. Decidiu, com muita coragem, seguir o seu caminho".

Sobre o estilo de jogo que irá adotar: "Quero jogar bem, e marcar mais gols que o adversário. Quero vencer, marcar gols e não sofrer gols, tudo ao mesmo tempo. Se precisarmos atacar, quero o torcedor apoiando. Se precisarmos segurar um resultado, quero o torcedor apoiando.". 

Sobre as transferências: “Sou um treinador que gosta de craques. Queria quatro reforços, já temos três (Zlatan Ibrahimovic, Eric Bailly e Henrikh Mkhitaryan)”.


Sobre não apostar em jovens: “Eu já subi 49 jogadores da base para o profissional nos clubes onde trabalhei. Tenho aqui uma lista com os nomes (puxou um papel do bolso). É apenas uma mentira repetida várias vezes.”.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Post a Comment


Top