Últimas notícias

Últimas notícias

Champions League

Liga Europa

História



Cristiano Ronaldo, mais uma vez fez uma temporada fantástica. Muito criticado na primeira metade, por conta do desempenho abaixo da sua elevada média, ele cresceu na reta final, e tanto em campo, como no papel de líder, ajudou o Real Madrid a conquistar a Liga dos Campeões, e Portugal a vencer a Euro. Foram, ao todo, 54 gols em 55 jogos, contando os poucos minutos que disputou na final da Eurocopa.

Um monstro, que cada vez mais escreve o seu nome na história. Um atacante completo, capaz de nos apresentar duas versões distintas: o jogador fantasia, com alegria nas pernas, que atuava pelo lado de campo, e o atacante letal, gênio das desmarcações, de arremates precisos, que ainda lidera os companheiros nas horas mais complicadas.

Miniatura

Sua vaidade é só um detalhe. Muito se fala sobre a contribuição de Ronaldo para o coletivo. Ele contribui com gols. Quer contribuição melhor? Nenhum companheiro odeia Ronaldo. Muito pelo contrário. O que se vê é gratidão à ele. Se não fossem os três gols de Ronaldo contra o Wolfsburg, o Real não teria ganho a Champions. Se não fossem os dois gols e a assistência de Ronaldo contra a Hungria, Portugal não teria ganho a Euro. De fato, ele fez a diferença.

Querer jogar todos os jogos e render sempre no seu máximo, fazem Ronaldo muitas vezes chegar nas finais esgotado e/ou lesionado. Tanto na Champions, quanto na Euro isto aconteceu. Se Ronaldo tantas vezes jogou pelo grupo, nas decisões foi o grupo que jogou por ele. E o resultado, foram os títulos.

Cada vez mais, Cristiano Ronaldo se postula a ser o maior jogador europeu da história. Cruyff e Zidane, hoje parecem ser os únicos capazes de ainda superá-lo. De resto, fica difícil de achar um atleta tão completo quanto ele nascido em solo europeu. Pelé, Messi, Maradona e Di Stéfano nasceram do outro lado do Oceano, e não entram nesta disputa.

O mais exato, é dizer que Cristiano Ronaldo se firmou como o maior jogador europeu do Século XXI. Aos 31 anos, ele ainda tem muita lenha para queimar, e vai seguir fazendo história com o clube e a seleção.




«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Post a Comment


Top