Últimas notícias

Últimas notícias

Champions League

Liga Europa

História

Campeonato Russo 2016-2017

Após o fracasso da seleção na Euro 2016, o campeonato russo começa neste final de Julho, gerando expectativas sobre os rumos que tomará o futebol no país sede da Copa do Mundo de 2018. Na semana passada, a temporada do futebol russo começou na semana passada, com o Zenit derrotando o CSKA Moscou por 1x0, gol do brasileiro Maurício, e ficando com a taça da Supercopa.

As grandes novidades na Russian Premier League 2016-2017, são os retornos de Arsenal Tula e Tom Tomsk, dois famosos elevadores do futebol do país. De resto, os participantes são os tradicionais, com os quais o fã do futebol do leste europeu já estão acostumados.

Tradicional candidato ao título, o Zenit St Petersburg vive uma fase de transição. O clube está fora da disputa da UEFA Champions League após a decepcionante campanha na temporada 2015-2016, e perdeu o seu principal jogador, o atacante brasileiro Hulk, para o futebol chinês.

Entretanto, outras figuras importantes seguem por lá. Axel Witsel e Ezequiel Garay, de grande destaque nos tempos de Benfica, terão a missão de liderar tecnicamente a equipe, que também tem outros nomes conhecidos do grande público, como os lateral italiano Criscito. No comando técnico, Andre Villas-Boas deu lugar para Mircea Lucescu, que depois de 12 anos deixa o Shakhtar Donetsk, para encarar um novo desafio.

Mesmo com o fracasso no comando da seleção russa, Leonid Slutksiy segue firme e forte no cargo de treinador do CSKA Moscou. Campeão de três das últimas quatro edições do Russão, o clube da capital também perdeu o seu principal jogador. Ahmed Musa se transferiu para o Leicester. Além disto, Roman Shirokov anunciou a sua aposentadoria. A equipe deve seguir apostando na força do setor defensivo, liderado pelo goleiro Akinfeev, pelo lateral brasileiro Mario Fernandes, e pelos zagueiros Sergei Ignashevich e Vasili Berezutskiy.

Com o CSKA Moscou e o Zenit tendo o seu domínio em xeque, três equipes se colocam como novos postulantes a taça. O Rostov, vice-campeão na temporada passada, não pode ser descartado como um candidato ao título, assim como o Spartak Moscou, que contratou o volante brasileiro Fernando, mas o grande destaque do mercado foi o Rubin Kazan. Único clube do país a quebrar a hegemonia de Moscou-St Petersburg desde o  Alania Vladikavkaz em 1995, a equipe foi ao mercado em busca de reforços que possam a recolocar no topo do futebol da mais importante ex-República. Soviética.

O técnico espanhol Javi Gracia foi o escolhido para liderar o ambicioso projeto. Com passagens por Almería, Osasuna, Málaga, Cádiz e Villarreal B, ele terá dois compatriotas na equipe: Rubén Rochina, destaque do Granada na temporada passada, e Samuel García, ex-Villarreal. Outra contratação que veio do futebol espanhol é o atacante Jonathas, ex-Elche e Real Sociedad. Destaque na temporada passada, ele tinha propostas de outras equipes da Espanha e da Premier League, mas decidiu seguir para a Rússia.

Outros reforços do Rubin Kazan foram o belga Maxime Lestienne, ex-PSV, o volante francês M'Vila, que retorna após um período emprestado ao Sunderland, o também volante, só que camaronês Alex Song, ex-Arsenal, Barcelona e West Ham, além dos menos cotados Carlos Zambrano, Sergio Sánchez, Moritz Bauer e Rifat Zhemaletdinov.

A partir destas cinco equipes, deverá sair o campeão russo, e os classificados para as competições da UEFA, embora o Krasnodar e o Lokomotiv Moscou, neste caso, não possam ser descartados. De maneira geral, a temporada 2016-2017 do futebol russo tem tudo para ser muito boa, e voltar a chamar a atenção do fã do futebol europeu.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Post a Comment


Top