Últimas notícias

Últimas notícias

Champions League

Liga Europa

História



O muito aguardado Alemanha x Itália deste Sábado, sacramentou a classificação alemã para as semifinais da Euro 2016. Mas não foi fácil. A Mannschaft segue sem bater a Squadra Azzurra em uma partida no tempo normal, mas após o empate em 1x1, conseguiu a sua classificação nas penalidades, depois de várias cobranças.

O primeiro tempo foi muito amarrado. A Alemanha resolveu entrar em campo no 3-5-2, espelhando a Itália. Mesmo assim, assumiu a iniciativa do jogo e teve a posse. Novamente, a Itália optou pelas transições rápidos. Cda seleção, em seu modo, conseguiu criar algumas oportunidades, mas nada que fosse capaz de assustar nem Neuer, nem Buffon, e tirar a igualdade do marcador.

Na segunda etapa, o time alemão retornou ao campo mais incisivo, e disposto a por fim ao tabu de nunca ter derrotado a Itália em um jogo oficial. O técnico Joachim Löw colocou o seu time no campo italiano, marcando sob pressão a saída de bola italiana.

Até que a iniciativa alemã foi premiada. Após um lançamento de Neuer, Mario Gomez acionou Hector pela esquerda. O lateral cruzou, a meia altura na área, onde entrava Özil. O playmaker do Arsenal penentrou por trás de Bonucci, e com um bom arremate colocou a bola no fundo das redes defendidas por Buffon.


Mesmo após sofrer o gol, a Itália não se abalou emocionalmente. Seguiu dentro do seu padrão de jogo, e aos poucos foi avançando em campp. E assim, chegou ao empate, com Bonucci, convertendo uma penalidade cometida por Boateng.


A Alemanha sentiu o golpe. Por mais que procurasse o ataque, o Nationalef não conseguia finalizar com a mesma precisão do começo da etapa complementar. A Itália seguia buscando um contragolpe, embora tenha sido mais perigosa, também não conseguia marcar. Assim, o empate em 1x1 persistiu, e o jogo foi para a prorrogação.


No tempo extra, o nervosismo alemão persistiu. A Itália, até tentava ser mais agressiva, mas não conseguia. Com isto, a decisão foi para as penalidades.


Na série regular de cobranças, um show de erros. Müller, Özil e S'teiger desperdiçaram três cobranças para a Alemanha,  enquanto Zaza, Pellè e Bonucci erraram para os italianos. Vieram as alternadas.


Giancherini, Parolo e De Sciglio acertaram as primeiras cobranças italianas. Hummels, Kirmich e Boateng converteram para os alemães. Até que Darmian errou a sua cobrança, e Hector converteu, levando os alemães para mais uma semifinal de Eurocopa, e colocando fim no sonho italiano.


No final das contas, avançou a equipe que atacou mais, teve a iniciativa e propôs mais o jogo. Se a Itália, com a sua maturidade tática, tivesse levado a melhor, também não seria injustiça. Um gigante haveria de ficar pelo caminho ...

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Post a Comment


Top