Últimas notícias

Últimas notícias

Champions League

Liga Europa

História



A República Checa têm sido uma presença constante nas fases finais da Euro. Finalista da Euro em 1996, e semifinalista en 2004, liderada pela inesquecível dupla de ataque formada por Milan Baros e Jan Koller, a Seleção caiu demais de rendimento nos últimos anos, e fica difícil imaginar que possa ir tão longe em 2016.


A seleção do técnico Vrba, se classificou em uma chave nas eliminatórias onde encontrou Holanda, assim como a Turquia e Islândia, três boas seleções, o que mostra que o nível do time ainda é bom. Os tchecos, por sinal, fizeram o dobro de pontos na relação com os holandeses, que acabaram ficando sem vaga nesta Euro.


Sem Baros e Koller, caberá ao capitão Petr Cech a missão de liderar a equipe. O goleiro do Arsenal, já com 35 anos, ainda é um dos melhores do mundo, diferente do meia Thomas Rosicky. A esperança de gols está depositada no artilheiro David Lafata e no bom David Limbersky.


E a República Tcheca precisará muito de suas referências. A chave não é nada fácil, já que além do reencontro com a Turquia, os thecos ainda terão pela frente a atual bicampeã Espanha e a Croácia neste grupo D. A equipe não larga como favorita para ficar com uma das vagas, embora desta vez, sem muito alarde, possa surpreender.


Time-base: Cech; Kaderábek, Suchy, Kadlec e Selassie; Darida, Pavelka e Kolar;Plasil, Sural e Lafata.



«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Post a Comment


Top