Áustria tenta voltar aos grandes tempos




Uma das melhores seleções nas eliminatórias para a Euro, a Áustria espera corresponder as expectativas criadas também na fase final. A equipe se classificou na 1º colocação em um grupo, que ainda tinha as boas seleções de Rússia e Suécia. O trabalho do treinador Marcel Koller é excelente, e gera boas expectativas para esta Eurocopa a ser realizada em solo francês.

Somente 5 jogadores são remanescentes da última participação austríaca em Eurocopas, que aconteceu em 2008: Özcan, Prödl, Fuchs, Harnik e Garics. Estes veteranos se juntam a vários jogadores mais jovens, responsáveis pelas boas campanhas da Áustria nos últimos europeus de base. Dragovic, Alaba, Fuchs, Arnautovic, Junuzovic, Harnik, Okotie e  Baumgartlinger são jogadores conhecidos do grande público, e apesar da idade já contam com experiência no circuito internacional. Um elenco consistente, recheado de atletas com qualidade de passe, inteligência táctica e capazes de executar diversas posições em campo.

Na supracitada participação na Euro 2008, quando sediou a competição ao lado da Suíça, a Áustria decepcionou, sendo eliminada na primeira fase. Desta vez, a história tem tudo para ser diferente. Sorteada no grupo F, a Áustria terá como rivais Portugal, Islândia e Hungria. Na teoria, Portugal é a favorita da Chave, com Áustria e Islândia disputando a outra vaga nas Oitavas.

Alaba e Arnautovic são as grandes estrelas da trupe, mas há alguns jovens muito interessantes a serem observados. O bom zagueiro Martin Hinteregger deverá formar dupla com o mais famoso Dragovic. No meio, o promissor Sascha Horvath tem tudo para ser titular em breve, mas no momento dá espaço para outros nomes mais rodados, como Junuzovic (que pertence ao Werder Bremen).


Time base: Robert Almer; Klein, Dragovic, Hinteregger, Fuchs; Baumgartlinger, Alaba, Harnik; Arnautovic, Junuzovic, Janko.


Tecnologia do Blogger.