Últimas notícias

Últimas notícias

Champions League

Liga Europa

História


Guia da Euro 2016: Alemanha



Tricampeã da Eurocopa e Tetracampeã Mundial, a Alemanha busca voltar a conquistar a Euro, 20 anos depois. Campeão continental m 1972, 1980 e 1996), além de ter sido finalista em 1976, 1992 e  2008, o Nationalef parou nas semifinais na última edição 2012. Após o título mundial no Brasil, a expectativa é para que a equipe chegue ainda mais madura à França, mas também mais pressionada.


Agora, a Alemanha passa a ser a Seleção a ser batida. Todos querem derrotar a campeã do Mundo, e se preparam de uma maneira diferente para enfrentá-la. Menos mal que Joachim Löw tem em suas mãos um material humano diferenciado, e com condições de ultrapassar qualquer desafio.
O goleiro da Alemanha segue sendo Manuel Neuer, provavelmente o melhor do planeta. Ele garante segurança para a meta, algo que será necessário.


Um dos principais nomes da Alemanha durante mais de 10 anos, o lateral multifuncional Lahm já não atua mais pela seleção de seu país, e são justamente as laterais a principal carência deste Nationalef que vai até à França. No miolo de zaga, Hummels e Boateng, que agora atuarão juntos no Bayern de Munique, formam aquela que é possivelmente a melhor dupla de zaga do planeta, especialmente se contarmos que a Itália deverá apresentar um trio de defensores.


Do meio para o ataque, há qualidade em abundância. Mesmo sem Gundogan, que mais uma vez se apresenta lesionado antes de um grande torneio, o meio-campo alemão segue sendo um dos melhores do torneio. Sheweinsteiger, Kroos, Khedira e Özil formaram o setor durante a Copa do Mundo de 2014, e podem continuar com esta condição, mesmo que outros nomes como Weigl e Sané já estejam pedindo passagem. É a partir do setor vital de cada equipe que o Nationalef se estruturará na sua principal característica atual: o toque de bola com velocidade.


No setor mais avançado, Thomas Müller está entre os melhores jogadores do planeta, e se há alguma carência, é justamente de uma referência e mais um outro homem de mobilidade para atuar ao seu lado. Sem Miroslav Klose, outro que se aposentou da Seleção, a Alemanha fica sem um centroavante em que pode confiar. Mario Gomez até brilhou nesta temporada com a camisa do Besiktas, mas Podolski, Gotze e Schürle não viveram grandes momentos recentemente.

Ao lado da França, a Alemanha é a grande favorita ao título desta Euro 2016. Com um time forte em todos os setores, experiente apesar de jovem, apenas a pressão pode atrapalhar o esquadrão germânico em solo gaulês.


Time-base: Neuer, Howedes, Boateng, Hummels e Hector; Toni Kroos, Khedira, Özil; Draxler, Müller e Gotze.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Post a Comment


Top