Últimas notícias

Últimas notícias

Champions League

Liga Europa

História



Especialmente se a Argentina se sagrar campeã no Domingo, a Copa América 2016 vai ser consagrada como a Copa de Lionel Messi. Ele tem se apresentado na sua melhor forma, e quando isto acontece, sua equipe se torna muito difícil de ser batida. A genialidade do capitão e camisa 10, aliada ao bom jogo coletivo de posse de bola, fizeram a Argentina passear na semifinal contra os Estados Unidos, que não conseguiram nem esboçar reação.

O show da albiceleste começou logo no início do jogo. Lionel Messi tocou por cima da defesa e achou Poncho Lavezzi, que marcou de cabeça. Depois,  Messi acertou o ângulo de Guzan em uma cobrança de falta perfeita, marcando um gol que já é candidato ao prêmio Puskás 2016. ''La Pulga'' chegou assim a impressionante marca de com 55 gols com a seleção argentina, passando os 54 de Gabriel Batistuta, e se tornando o maior artilheiro da história.

A Argentina passou a administrar a posse de bola, controlando a partir dela a partida e o time americano. Mascherano se alinhava com a zaga para fazer a saída de jogo. Quando a pelota chagava nos pés de Banega e Messi mais na frente, era muito bem tratada. Somente as lesões atrapalharam um pouco o trabalho coletivo do selecionado de Tata Martino. Augusto Fernandez e Lavezzi precisaram sair de jogo por conta de contusões. O volante do Atlético de Madrid deixou o campo com um problema na coxa, enquanto Lavezzi se lesionou ao tentar dominar uma bola de costas, na lateral, e cair por cima de uma placa de publicidade, se chocando com o solo, do outro lado. Por mais que ele vá ficar de fora da final, não foi nada grave, o que já é tranquilizador.

Higuaín ainda fez mais dois gols, um deles após rebote de Guzan, outro após assistência de Messi, para ratificar o massacre e a goleada de 4x0. A Argentina alcança a sua 6° final em 12 anos, a terceira consecutiva. Contudo, não conquista uma taça com a equipe principal há 23 anos. Parece que chegou a hora de Messi e sua geração. Vencer esta Copa América Centenário seria fundamental para tirar o peso dos ombros, e chegar na Rússia daqui a dois anos tentando triunfar naquele que é o palco dos grandes craques e das grandes equipes: a Copa do Mundo.

A Argentina aguarda agora a definição do seu adversário na final de Domingo. Colômbia e Chile se enfrentam nesta quarta-feira, às 21h00 (horário de Brasília), na outra semifinal. Seja quem for o vencedor, certamente terá de jogar muito para tirar a  taça das mãos de Messi e companhia.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Post a Comment


Top