Últimas notícias

Últimas notícias

Champions League

Liga Europa

História




Por decisão de 51,9% da população, o Reino Unido irá sair da União Europeia. A escolha foi feita em um referendo popular, e o chamado Brexit terá um impacto gigantesco na melhor liga nacional de futebol do planeta: a Premier League.

Se antes do referendo, qualquer jogador com passaporte europeu poderia trabalhar no Reino Unido sem a necessidade de visto agora não será mais assim. Mais de 400 jogadores com passaporte de nacionalidades da União Européia atuam nas ligas do Reino Unido, sendo 160 só na Premier League.

Para obter o visto de trabalho, um jogador precisa ter disputado uma certa porcentagem de jogos com a camisa da seleção de seu país de acordo com o ranking da Fifa. Se a seleção estiver entre a 1º e a 10º colocação do ranking, a porcentagem exigida é de 30%. Para equipes entre a 11ª e a 20ª posição, 45%. Para jogadores das seleções que estão entre a 21º posição e a 50º, 75%. Se a regra já valesse em 2015, jogadores como Kanté e Payet, por exemplo, não poderiam ter sido contratados por Leicester e West Ham, respectivamente.

O Brexit chega justamente na primeira temporada após o novo acordo de televisão da Premier League. Os clubes terão muito mais dinheiro para contratar, mas também muito mais travas. Quando a Premier League tinha todas as condições para se tornar a NBA do futebol, terá o seu crescimento brecado.

“Perderíamos jogadores e treinadores, e os clubes teriam enormes obstáculos para manter seu nível”, afirma a advogada especialista em imigração esportiva, Maria Patsalos, ao site da revista Panenka, 


Os representantes da Premier League acreditam que tudo será ajustado, e a Liga não irá perder muita coisa com a questão política. Tanto a FA, quanto a EPL já cogitam meios para driblar as regras, e permitir que mais estrangeiros venham a a taura em solo inglês. Será necessário, no entanto, aguardar. A separação completa entre Reino Unido e União Européia poderá durar dois anos, e alguma reviravolta poderá por fim ao divórcio.


Algumas possíveis consequências do Brexit:


→  Será mais difícil contratar jogadores estrangeiros, especialmente para as equipes pequenas. Os jogadores de seleções podem acabar indo apenas para os grandes, causando um desequilíbrio enorme na competição.


→ Jogadores de outros países da União Européia menores de idade não poderão mais ser contratados por equipes da Premier League.

→  Poderá ser necessário visto, tanto para torcedores ingleses irem a outros países, quanto para estrangeiros entrarem na Inglaterra, atrapalhando muito os percursos em jogos de competições como a Champions League, a Europa League, e até a Euro 2020, 

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Post a Comment


Top