Últimas notícias

Últimas notícias

Champions League

Liga Europa

História

Copa dos Campeões 1987-1988: PSV Campeão

Copa dos Campeões 1987-1988: PSV Campeão



Em 1988, o PSV Eindhoven de Koeman, Gerets e Lerby, comandado por Guus Hiddink, se tornou a terceira equipe holandesa a conquistar a Taça dos Campeões Europeus, atual Liga dos Campeões. Até hoje, esta é a única conquista da equipe no certame.

A equipe dominou o futebol na Holanda, e entre 1985 e 1992 só perdeu o título da Eredivisie na temporada 1989-1990, quando o Ajax foi campeão.

A Liga dos Campeões começou quente na Temporada 1987/88. O Real Madrid enfrentou logo de cara o Napoli, de Diego Maradona. Os merengues venceram por 2 X 0 no Santiago Bernadeú e empataram em 1 X 1 no San Paolo, com um gol salvador de Brutagueño. Com isto, acabaram avançando.





O PSV começou a sua campanha enfrentando o Galatasaray, e venceu por 3 X 0 no PSV Stadion. Na volta, o Gala cresceu jogando no Ali Sami Yen, onde chegou a abrir 2x0 antes do intervalo, mas não passou disto. 

Na segunda fase, o PSV encarou o Rapid Vienna, que foi vencido por 2 X 1 na Áustria, e por 2 X 0 na Holanda.


Nas quartas de final, o PSV eliminou o Bordeaux, que havia vencido três vezes a Ligue 1 nos últimos quatro anos. O time de Hiddink empatou em 1 X 1 fora, e segurou o 0 X 0 em casa. Nas semifinais, uma das maiores façanhas da história do clube: deixou para trás o Real Madrid, novamente no saldo qualificado: 1 X 1 no Bernabéu, e 0x0 no PSV Stadion.




A final da Copa dos Campeões 1987-1988 aconteceu no Neckarstadion Stuttgart, e o PSV enfrentaria um também surpreendente  Benfica. Foi um jogo fechado, com duas equipes que priorizavam a defesa. A lógica aconteceu: empate em 0x0 no tempo normal e na prorrogação, e consequentemente, disputa de pênaltis. 

Nas penalidades, o PSV venceu, com Van Breukelen sendo o herói, ao defender a cobrança de Veloso. O clube da Philips enfim chegava ao cume da Europa, e colocava fim a uma seca de 15 anos dos holandeses sem títulos na competição.


Ficha Técnica :

Estádio: Neckarstadion (Stuttgart, Alemanha Ocidental)
Data: 25 de maio de 1988
Público: 68.000
Disputa de pênaltis: PSV 6x5 Benfica

PSV Eindhoven: Van Breukelen; Gerets, Van Aerle, R.Koeman, Nielsen, Heintze; Vanenburg, Linskens, Lerby; Kieft, Gillhaus (Janssen) – Técnico: Guus Hiddink

Benfica: Silvino; Veloso, Dito, Mozer, Álvaro; Elzo, Sheu, Chiquinho, Pacheco; Rui Águas (Vando), Magnusson (Hajiri) – Técnico: Antônio José Oliveira

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Post a Comment


Top