Últimas notícias

Últimas notícias

Champions League

Liga Europa

História



Diego Simeone se tornou jogador de Futebol profissional ainda aos 17 anos na Argentina. Seu primeiro clube foi o Vélez Sarfielsd. Jogou até 1989 com a camisa do Vélez, atuando em diversas partidas, e marcando 14 gols, uma boa média para um volante. Ainda defenderia o Pisa (ITA), os Espanhóis Sevilla e Atlético de Madrid, e os Italianos Internazionale e Lazio, antes de, já mais para o fim da carreira, retornar ao próprio Atlético de Madrid e posteriormente ao Futebol argentino, no caso ao Racing clube de Avellaneda, onde se aposentou em 2006.


Neste mesmo 2006, treinou o Racing, e logo depois assumiu o Estudiantes de la Plata. No seu país natal, ainda comandou River Plate e San Lorenzo, além de uma rápida segunda passagem pelo Racing ,após ter saído do Catânia, que foi seu primeiro clube na Europa. Mas, no velho continente, brilhou mesmo foi no comando do Atlético de Madrid.

Em 2011, a torcida do Real Madrid estendeu uma faixa nas arquibancadas do Santiago Bernabéu antes de um derby madrilenho com os dizeres: "Procura-se um rival". Naquela altura o Atlético beirava a zina de rebaixamento do Campeonato Espanhol, havia sido eliminado pelo Albacete na Copa do Rei, e não vencia o Real Madrid desde 1999. Pois se a torcida do Real queria um rival a altura na cidade, ela hoje tem. Muito graças a um homem, que  mudou a história destes confrontos: Diego Simeone.


São 19 dérbis de Madrid desde a chegada de Simeone ao Atlético. No total, temos 7 vitórias de cada time e 5 empates, um retrospecto para lá de equilibrado. Neste meio tempo, o Atlético de Simeone foi Campeão da Copa do Rei depois de 18 anos (derrotando o Real Madrid dentro do Bernabéu), Campeão da Liga Espanhola depois de 18 anos, Campeão da Supercopa da Espanha depois de 29 anos, alcançou uma Final de Liga dos Campeões depois de 40 anos, e quebrou um tabu Colchonero de 15 anos sem vitórias contra o Real Madrid, no Santiago Bernabéu. E tem mais: com a vitória do último Sábado, o Atlético se tornou a primeira equipe em toda a história da Liga BBVA a vencer por três vezes consecutivas o Real Madrid no Santiago Bernabéu.


Dizer que Simeone faz um trabalho no Atlético de Madrid, é muito pouco. O que Simeone faz é fantástico. Sim, os colchoneros tem um orçamento maior do que a maioria das equipes da Espanha e da Europa. Mas ele ainda é muito menor, não chegando nem na metade do que gastam Real Madrid e Barcelona. E mesmo assim, Cholo faz o Atlético competir em igualdade com a dupla Superpoderosa, pela quarta temporada seguida. Mais do que isto: leva o Atlético a competir com qualquer equipe da Europa, e aí se inclui Bayern, Juventus e os gigantes da Bilionária Premier League.


Desde que chegou ao Vicente Calderón, Simeone trouxe a sua filosofia. Mais vale um time com o coletivo bem estruturado, forte, que joga na base do esforço, da garra e da superação, do que um time cheio de estrelas, mas sem união e ideia de jogo.




Se for Campeão no próximo sábado, certamente entrará para a História Colchonera, como o primeiro Técnico a ter levado clube ao Cume da Europa. Esta é a chance da vida do Atlético, e consequentemente, do seu comandante. E uma das características de Simeone em toda a sua vida profissional sempre foi de não desperdiçar as oportunidades que a vida lhe deu, e lutar por elas com toda a garra.







Características como Técnico

É um motivador nato
Organiza o time pensando primeiramente em defender e recuperar a posse da Bola, mas sempre com soluções ofensivas.
Seus times são aguerridos, mas não violentos.
Se relaciona bem com os seus comandados, dirigentes, torcida e imprensa.
Seu time quando enfrenta adversários muito fechados, pode ter dificuldades no entanto.


«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Post a Comment


Top