Últimas notícias

Últimas notícias

Champions League

Liga Europa

História




O Atlético de Madrid está novamente na final da UEFA Champions League. 
Quando se fala no sucesso do Atlético de Madrid, difícil não apontar como maior responsável o técnico argentino Diego Simeone. Ele transformou o Atlético em uma equipe muito bem organizada na parte defensiva, com um contra-ataque extremamente eficiente, e com uma aplicação tática incomum. Além de tudo, ele ainda implantou no Atlético de Madrid um pouco do Espirito de Libertadores. Os jogadores colchoneros não se importam de colocar a cabeça na ponta da chuteira do adversário para salvar uma jogada. Com isto, Simeone montou um esquadrão cascudo, capaz de encarar qualquer outra equipe da Europa. A fórmula de sucesso já dura quatro anos, e neste meio período já conduz o Atlético à sua 2º final de Champions League.


Simeone faz faz baixar em cada atleta Colchonero o seu espírito de cachorro Louco, que o era característico no seu tempo de jogador. Hoje o Atlético tem 11 Soldados em Campo. Um exército de mutantes, capazes de correr como nenhum outro jogador é capaz no Futebol atual. Um time incansável que luta , até no sentido literal da palavra, e que tem força para vencer cada dividida. 


Hoje, o Atlético teve um teste de fogo. Depois de eliminar o Barcelona, enfrentou um Bayern de Munique com sua força tradicional na Allianz Arena. Após da vitória por 1x0 no Calderón, a derrota por 2x1 hoje, serviu como uma vitória para lhe dar a vaga na decisão, a sua terceira na história.


O Bayern começou o jogo dando a sua tradicional blitz, transformando o jogo em um verdadeiro ataque contra defesa. Martelou, martelou, até que achou o seu gol, em uma cobrança de falta de Xabi Alonso. Ainda na primeira etapa, teve um pênalti, que Müller cobrou, e acabou desperdiçando.


Na segunda etapa, Simeone trocou Augusto Fernandez por Carrasco, buscando ter mais opções no seu ataque, e acabou achando um gol com Griezmann, após lançamento de Fernando Torres. O Bayern ainda encontraria o seu segundo gol, com Lewandowski, que só escorou para o fundo das redes de cabeça, após Vidal ganhar de Filipe Luís pelo alto.


Torres ainda cavou um pênalti para o Atlético, (na realidade, a falta de Martínez foi fora da área, mas o árbitro deu uma ajudinha), embora tenha desperdiçado também a sua cobrança. Mas no fim, não fez falta. O Atlético acabou segurando a pressão bávara nos minutos finais (o goleiro Oblak pegou muito).



Guardiola vive a sua última temporada no Bayern, e na próxima época assumirá o comando do Manchester City. Ele chegou ao clube com a missão de conquistar a Champions, e esta era a sua última chance. Em três participações com o Bayern na UCL, foi eliminado sempre na semi-final, para três equipes espanholas diferentes. 


Já Simeone, poderá ser suspenso da final, já que deu um tapa no 4º árbitro. Talvez tenha que assistir da arquibancada a terceira tentativa Colchonera de conquistar a Europa, contra Real Madrid ou Manchester City, que decidem a outra semifinal amanhã. A taça que escapou em 1974 e em 2014, novamente está muito perto. Terá chegado a hora do Atléti?




Coloque o futeboleuropeu.com.br nos favoritos do seu navegador.
Siga no Twitter: twitter.com/ifuteboleuropeu
Siga no instagram: instagram.com/portalfuteboleuropeu
Curta: facebook.com/portalfuteboleuropeu

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Post a Comment


Top